4 perguntas para saber se o seguro viagem do cartão de crédito vale a pena!

Um dos benefícios apresentados pelos cartões de crédito dos diversos bancos e bandeiras é seguro viagem. Mas, você já parou para analisar se eles vale mesmo a pena? Fizemos uma lista bastante interessante com 4 perguntas para te ajudar a encontrar a reposta.

Considere que existem sim boas coberturas que podem ser usadas, até mesmo gratuitamente ou com descontos, por você que é cliente do banco. No entanto, é extremamente necessário que se saiba quais os limites, recursos, assistências e serviços prestados.

4 perguntas para saber se o seguro viagem do cartão de crédito vale a pena!

Talvez você não saiba, mas até mesmo o seu lugar de destino pode ser influenciado pelo seguro do cartão de crédito, já que a maioria não dá assistência para quem vai para Cuba ou Coreia do Norte. Entenda isso.

1 – Quais são as coberturas?

A primeira pergunta que se deve fazer ao cotar o seguro de viagens do seu cartão de crédito é saber sobre as coberturas que estão incluídas. Para se ter uma ideia, as bandeiras Visa, Mastercard e Amex fazem coberturas para despesas médicas e são aceitas na Europa, por exemplo.

No entanto, há de se ficar atento também aos valores das coberturas do seguro viagem. Por exemplo, a Amex Express Green cobre apenas o valor de até 5 mil dólares, o que seria considerado insuficiente para uma viagem para a Europa.

Sobre a cobertura ainda, também há de se ter atenção para o fato de que é preciso que os seguros de viagens garantam a repatriação funerária em casos de falecimento dos passageiros viajantes.

E, um último ponto importante é sobre o cancelamento de voos ou seguro por bagagens extraviadas. Essas opções nem sempre estão disponíveis nos planos básicos, mas devem ser consideradas porque são coberturas importantes.

2 – Quanto tempo vai durar a viagem?

A outra pergunta para quem vai contratar o seguro do cartão é sobre o tempo de viagem, já que geralmente as coberturas valem por, no máximo, 60 dias. Para quem vai fazer intercâmbio ou viagens maiores, o tempo é maior do que isso. Então, atenção: a saída é buscar outra opção.

3 – Para onde será feita a viagem?

Outro detalhe importantíssimo é sobre o local da viagem, sabe por quê? Porque os seguros mais comuns dos cartões de crédito oferecem opções para viagens nacionais e há apólices que, mesmo sendo internacionais, tem restrições (especialmente para Cuba, Coreia do Norte, etc).

Então, qual é a dica aqui? Ficar atento ao que está no contrato e para onde você vai. Leia atentamente o seu contrato antes da viagem para não ser surpreendido negativamente.

4 – Existe uma lista de exclusões específicas?

Essa é uma boa pergunta porque as bandeiras de cartões também têm pegadinhas. Isso quer dizer que existe uma lista de exclusões para a cobertura. Por exemplo, se vai praticar esportes radicais, cuidado, pode se que você perca a sua cobertura.

Nesses casos, existem alternativas, que são os seguros contratados a parte ou com coberturas a parte. Outra coisa é que as gestantes também costumam estar na lista de excluídos, tornando necessário o produto especifico.