5 conselhos na hora de comprar um carro 0 KM sem gastar muito

A gente sabe que nem sempre é fácil comprar um carro novo, 0 KM. Mas, o sonho ainda está ligado à cultura do brasileiro, que é um dos povos mais apaixonados por carros. Por isso, separamos algumas dicas para você quer vai comprar o carro novo.

E leve em conta que são dicas simples, que incluem o pensamento sobre economizar dinheiro, o que acaba sendo importante para quem vai comprar um veículo, já que hoje em dia dá para financiar em vários meses também.

5 conselhos na hora de comprar um carro 0 KM sem gastar muito

1 – Estudar o Orçamento

O primeiro passo para comprar um carro zero quilômetro é estudar o orçamento financeiro que você tem. Isso porque a compra de um veículo novo vem junto com vários gastos, desde os impostos até a documentação.

Se for financiar, os custos são mais elevados ainda.

Então, uma boa dica para se começar é não mentir para si mesmo: o carro novo tem o benefício de ser novo (e quebrar menos, por exemplo), só que ele desvaloriza mais rápido também e geralmente você precisa desembolsar o dinheiro à vista – ou parte dele.

2 – Comparar as Ofertas

Se você tem condições financeiras para comprar um carro novo, então, o próximo passo é justamente comparar as ofertas que existem em lojas credenciadas, concessionárias, internet, etc.

É fato que ninguém faz milagre para vender, só que dá para conseguir descontos como no pagamento do IPVA, por exemplo. Ou facilidades para comprar sem precisar pagar tudo à vista ou incluir a documentação no financiamento. Etc.

Por isso, na hora de comprar um carro novo de fábrica é preciso estar disposto a negociar e falar com vendedores, ir em várias lojas e barganhar. Só assim se tem um bom resultado no final das contas.

3 – Conhecer os Programas

Hoje em dia, as grandes montadoras fazem programas de fidelidade ou benefícios. Um bom exemplo é o Cartão de Crédito da Fiat, que é emitido pelo banco Itaú. Ele oferece até R$ 20 mil de desconto para a compra de um carro novo – conforme regulamento.

A dica é conhecer muito afinco esses programas para saber se você se enquadra em um deles. Mesmo porque o cartão tem custo de anuidade, por exemplo. E para ter o desconto é preciso acumular pontos, que são conseguidos através de compras com o cartão.

Outro benefício é o do programa para PCD (pessoas com deficiência), sendo que todas as montadoras participam hoje em dia. O desconto surge especialmente no pagamento de impostos, como o ICMS.

4 – Optar por Versões Reestilizadas ou do Ano Anterior

Com a crise que tivemos nos últimos anos, muitas concessionárias guardaram veículos novos e, mesmo após o lançamento de novas versões, ficaram com os carros lá. Obviamente, os preços caíram e isso se tornou vantajoso para o consumidor final.

Além disso, tem as versões reestilizadas, que são modelos que em breve serão substituídos por novos carros. Eles também são ofertados a preços melhores.

5 – Contratar um Seguro Auto

Um último conselho é contratar um seguro auto. Isso porque os carros novos são os mais visados e hoje existem planos flexíveis para todo tipo de cliente – desde coberturas para apenas roubos como para acidentes e assim por diante.

O ideal é cotar o seguro para só depois contratar o melhor para você.