8 dicas para ajudá-lo a tomar uma decisão financeira importante

ANÚNCIO

Todos serão confrontados com decisões financeiras importantes em algum momento de suas vidas. Pode ser comprar uma casa, comprar um carro, aceitar uma oferta de emprego , contratar um advogado , contador ou outro profissional, etc.

As principais decisões financeiras podem ser difíceis de tomar e, mais importante, podem ter um impacto duradouro em sua saúde financeira. Antes de tomar uma decisão financeira importante, tome o seu tempo e certifique-se de que está tomando a melhor decisão para você e sua família. Aqui estão algumas dicas que podem ajudá-lo a eliminar o ruído e tomar a melhor decisão para sua situação.

ANÚNCIO
8 dicas para ajudá-lo a tomar uma decisão financeira importante
Foto: (reprodução/internet)

Tomando uma decisão financeira importante

1. Ouça seu instinto

Se não parecer certo à primeira vista, pode ser uma boa ideia passar. O vendedor de carros foi autoritário ou mudou de assunto quando você fez uma pergunta sobre o histórico de acidentes com o carro? O planejador financeiro com quem você se reuniu parecia preocupado com você e seus interesses financeiros, ou ele deu a você uma venda difícil em um fundo mútuo caro?

Uma verificação de instinto é valiosa porque pode servir como sua primeira linha de defesa e ajudá-lo a eliminar rapidamente algumas opções de consideração.

2. Faça sua pesquisa

Usar sua primeira impressão pode ajudá-lo a eliminar rapidamente algumas opções, mas nem todas as opções. Os exemplos que dei acima me ajudaram a evitar a compra de um clunker e a evitar o uso de um corretor que estava mais interessado em acumular taxas do que em ganhar dinheiro.

ANÚNCIO

Ouvir meus instintos ajudou a economizar dinheiro, mas não colocou um carro na minha garagem nem me ajudou a estabelecer um plano financeiro. Para isso tive que continuar minha pesquisa.

3. Liste os prós e os contras

Depois de restringir suas opções, é hora de olhar mais de perto e examinar os prós e os contras. Esta é uma ótima opção para comprar um item físico, como uma casa ou carro. Mas pode se aplicar a outras situações também, incluindo avaliação de uma oferta de emprego, poupança, investimento, pagamento de dívidas, etc.

4. Comunique-se

A comunicação é especialmente importante se você for casado ou tomar decisões financeiras conjuntas. Um casal certa vez compraram um sofá de que nenhum deles gostou, mas compraram porque acharam que a outra pessoa gostou.

Fique por dentro: 5 Pecados financeiros comuns e como expurgá-los

5. Durma pensando nisso

Espere um dia ou uma semana ou um mês. É muito raro você precisar tomar uma decisão financeira importante a qualquer momento. Normalmente, você deve dar uma quantidade de tempo proporcional ao tamanho da decisão.

Por exemplo, você pode esperar um ou dois dias antes de comprar algo acima de R$100. Mas seria interessante levar mais tempo para fazer pesquisas para uma compra maior ou decisão financeira.

Por exemplo, se um casal estiver pensando em comprar um carro novo e o ideal seria que essa essa pesquisa levasse cerca de um mês. Uma casa pode, e provavelmente deve, demorar mais.

6. Vá com o que você sabe

Todas as coisas sendo iguais, siga a situação com a qual você está familiarizado e isso serve desde eletrônicos e outros itens caros.

7. Não existe uma resposta perfeita

Voltaire disse: “O perfeito é inimigo do bom”. Você pode passar uma vida inteira examinando as várias situações e possibilidades, mas isso não o deixará necessariamente mais perto da resposta perfeita.

Na verdade, quanto mais perto você chega da perfeição, mais difícil é obter – mais ou menos como a lei dos rendimentos decrescentes. Resumindo, muitas vezes não existe uma resposta perfeita. Às vezes, você só precisa tomar uma decisão e seguir em frente.

8. Confie em si mesmo para tomar a decisão certa

Você chegou até aqui. Agora é hora de confiar em si mesmo para agir e tomar a decisão certa.

Traduzido e adaptado por equipe Cotação Seguro

Fonte: Cash Money Life

ANÚNCIO