Saiba como funciona a alienação fiduciária dos financiamentos de imóveis

Você que tem um financiamento de imóvel ou pretende fazer um com o seu banco, já parou para ler aquelas letras miúdas que ficam no contrato? Umas delas, que não é tão fácil de ser entendida, formam as palavras: “alienação fiduciária”.

Mas, você sabe o que é isso e como funciona? A gente vai explicar nas próximas linhas. Inclusive, para entendermos como funciona essa forma de garantia, a gente tem que considerar como era dada a garantia antes e como é agora.

E é exatamente isso que vamos fazer, continue lendo para entender por que você pode perder o seu imóvel se atrasar no pagamento das parcelas do financiamento.

A hipoteca

Antes de 1997, o financiamento de imóveis tinha taxas de juros bem altas e a forma de garantia era a hipoteca. O que isso quer dizer? Que se uma pessoa atrasasse no pagamento das parcelas, ela teria que pagar juros altos. Por outro lado, a garantia era dada de uma forma simples.

O imóvel poderia ir a leilão. Mas, até que isso se resolvesse, o processo era lento. Já que o imóvel ficava no nome do proprietário. E toda tramitação até a venda dele poderia levar anos e anos. Há casos que duraram 10 anos, por exemplo.

ANÚNCIO

Obviamente, para o banco isso não era bom. E mesmo com os juros altos, esses casos não se tornavam vantajosos devido à demora de solução. Aí, a partir de 1997 e criação de algumas novas regras muita coisa mudou.

A alienação fiduciária

A partir desse ano, duas coisas bem importantes mudaram nos novos financiamentos de imóveis. Uma delas tem a ver com as taxas de juros cobradas, que ficaram bem mais baixas. Outra coisa é sobre a garantia, que deixou de ser hipoteca e passou a ser a alienação fiduciária.

O que isso quer dizer? Que atualmente o atraso no pagamento das parcelas do financiamento pode resultar na venda do imóvel bem mais rapidamente do que acontecia antes. Isso porque esse tipo de garantia é diferente.

Na alienação, o imóvel fica sendo do banco até que o cliente quite a sua dívida, isto é, o seu financiamento que foi contratado. E como é do banco, obviamente, ele faz o que quiser com o imóvel. Ainda mais se você atrasar no pagamento, né.

Tudo isso tem que estar em contrato. Mas, de um modo geral, os atrasos devem superar os 90 dias. Por isso, dá para ver que se você atrasar uma parcela por mais de 3 meses já vai correr um sério risco de perder o imóvel.

E quando há o atraso do pagamento

Saiba como funciona a alienação fiduciária dos financiamentos de imóveis

Mesmo sabendo disso, pode ser que você tenha tido vários e sérios problemas financeiros e não conseguiu pagar a sua parcela. O que será que pode acontecer? Primeiro, o banco vai te enviar um documento com todas as taxas e valores que você deve pagar.

Você tem que fazer isso em 15 dias. Se não fizer, o banco vai até a prefeitura e no cartório para iniciar o processo de venda do imóvel. E tudo isso é bem rápido porque o banco não precisa mais passar pelos processos judiciais, de um modo geral.

Então, a dica é que você, antes de contratar um financiamento, tome muito cuidado com o valor da parcela que tem que pagar. O ideal é se planejar antes e evitar os sustos, né.

ANÚNCIO