Saiba como não perder dinheiro com a aposentadoria especial de médico

Os médicos possuem o que é chamado de aposentadoria especial. Mas, nem todo mundo sabe o que é isso ou como funciona. A verdade é que o benefício tem a ver com o tempo de contribuição junto ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Portanto, se você é médico, saiba que muitas vezes pode dar entrada no seu pedido de aposentadoria… E ganhar dinheiro com isso. Há estudos que mostram que 10 anos de aposentadoria não recebida pode dar direito à um bom dinheiro.

Saiba como não perder dinheiro com a aposentadoria especial de médico

E estamos falando de algo que é de direito do médico. Por isso, este artigo é tão importante para quem não quer perder dinheiro e nem mesmo deixar de receber o benefício da previdência social.

Um problema comum

Hoje em dia, uma grande maioria dos médicos não tem muito tempo disponível para lidar com as questões tributárias e contábeis dos seus consultórios ou mesmo das suas vidas profissionais. Aí, o que acontece é que eles acabam perdendo dinheiro.

E todo mundo sabe que isso acaba sendo algo até mesmo “comum”. Afinal, quando falamos de médicos, a gente logo pensa em clínicas, hospitais, plantões, atendimentos, consultas urgentes, cirurgias e etc.

PROPAGANDA

Esse ritmo agitado de trabalho, no entanto, faz com que os profissionais citados acabem não conseguindo lidar com a aposentadoria. Dessa forma, eles não acompanham o tempo de contribuição, o que quer dizer que não notam que já podem se aposentar.

Sendo que nesses casos, eles podem fazer o pedido do benefício do INSS.

A entrada do pedido

Um dos motivos para não dar entrada no pedido do INSS é a falta de tempo. Outro motivo é a falta de conhecimento. Muitos médicos acabam não sabendo como, onde e nem por que devem fazer isso. Mas, quando se trata de direitos, eles deveriam considerar.

Assim sendo, a lei diz que hoje em dia é possível fazer o pedido de aposentadoria e continuar trabalhando. O que não podia acontecer há alguns anos. Assim sendo, dentro da lei, existe a possibilidade de receber a aposentadoria e mais o trabalho que ainda continua.

Agora, independente do motivo, que também pode ser a dificuldade em comprovar a documentação exigida pelo INSS, saiba que todo médico que tem direito à aposentadoria especial deve considerar o tempo de contribuição e o pedido do benefício.

O que considerar na hora de pedir a aposentadoria

Se você é médico e está estudando as possibilidades de fazer o pedido de aposentadoria, saiba que precisa considerar algumas coisas importantes. Como é o caso do tempo de contribuição, que atualmente é de 25 anos de trabalho.

Se você notar, o tempo é menor porque estamos falando da aposentadoria especial. O médico que tem 25 anos de trabalho pode pedir o benefício ao INSS.

Agora, em caso de dúvidas, uma ideia inteligente é pedir ajuda e contratar um profissional especializado. Ele poderá elaborar todo um plano jurídico para o pedido, inclusive, com questões financeiras envolvidas.

Também vai poder ajudar na seleção de documentos que comprovem os dados. Além disso, ele vai poder dizer como estão as novas regras, já que estamos passando por um momento de reforma da previdência.

PROPAGANDA