Descubra quais são os benefícios de ser MEI

É importante saber que MEI significa Microempreendedor Individual, ou seja, um profissional autônomo, que tem direitos e deveres. Isso quer dizer que há benefícios de ser MEI e, por isso, muita gente tem estudado essa hipótese.

É uma forma inteligente e totalmente correta, perante à lei, de estar regularizado. Isso vale para vários tipos de negócios, como a prestação de serviços ou mesmo o comércio de produtos.

Descubra quais são os benefícios de ser MEI

Quanto custa ser um MEI?        

O Microeemprededor Individual terá como despesas apenas o pagamento mensal do Simples Nacional, que varia de acordo com a atividade exercida.

Para Comércio ou Indústria o valor é de R$ 49,90 ou R$ 50,90, respectivamente. Prestação de Serviços, R$ 54,90 e Comércio e Serviços juntos, R$ 55,90.

O cálculo correspondente a 5% do limite mensal do salário mínimo e mais R$ 1,00 a título de ICMS, caso seja contribuinte desse imposto e/ou R$ 5,00, a título de ISS, caso seja contribuinte desse imposto.

O pagamento pode ser feito por meio de débito automático, online ou emissão do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS).

E, sem dúvidas, o valor baixo do MEI é uma das vantagens. Mas, existem outras, acompanhe!

Vantagens do MEI         

Quando você se cadastra como um MEI, você passa a ter um número de CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica).

E, com isso, consegue facilidades como a abertura de uma conta bancária, na hora de pedir empréstimos e quando for emitir notas fiscais.

O MEI tem direito a afastamento remunerado por problemas de saúde e ainda carrega as obrigações e direitos de uma pessoa jurídica.

Ele é ótimo para quem quer começar um negócio ou mesmo para quem já trabalha por conta própria, mas quer se formalizar.

Além das facilidades citadas acima, o MEI possui custo baixo de tributos em valor fixo, tem desconto ao comprar um carro novo e dispõe de apoio técnico da equipe do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O MEI também tem alguns benefícios previdenciários:

  • Aposentadoria por idade (180 meses de contribuição como MEI),
  • Aposentadoria por invalidez (12 meses de contribuição),
  • Auxílio doença (contribuir por 12 meses),
  • Pensão por morte (24 meses de contribuição),
  • Salário maternidade (10 meses de contribuição),
  • Auxílio reclusão (24 meses de contribuição).

Lembrando que você pode ser MEI se faturar até R$ 81 mil por ano.

Como fazer para virar MEI?       

Antes de tudo, entre no site portaldoempreendedor.gov.br e procure pela opção de “Formalize-se”.

Você vai precisar colocar o seu CPF e a senha da sua conta Brasil Cidadão. Caso você não tenha essa conta, vai precisar “Fazer Cadastro”.

Em seguida, autorize o acesso aos dados. Insira o número do Título de Eleitor ou o número do recibo da sua declaração de Imposto de Renda dos últimos dois anos.

Um código será enviado ao seu celular e você deve informá-lo nesse cadastro. Preencha o formulário com os dados solicitados e depois preencha as declarações para concluir sua inscrição.

As condições para virar MEI?    

Não pode participar como sócio, administrator ou titular de outra empresa. Além disso, o interessado deve contratar no máximo um empregado.

E é preciso exercer uma das atividades econômicas previstas no Anexo XI, da Resolução CGSN, nº 140, de 22 de maio de 2018.

Ele relaciona todas as atividades permitidas ao MEI. Portanto, se você ainda tem dúvidas do que pode fazer para ser MEI, basta clicar aqui para ver as normas.