As maneiras certas (e as maneiras erradas) de usar um empréstimo pessoal

Os empréstimos pessoais estão ganhando popularidade com consumidores com problemas de crédito que desejam consolidar dívidas ou pagar compras caras com empréstimos simples de usar que não trazem nenhuma surpresa.

A maioria dos empréstimos pessoais não é garantida por um ativo. Isso quer dizer que você vai pagar uma taxa mais alta do que, por exemplo, pagaria por um empréstimo na  hora de comprar uma casa (supondo que você pudesse obter um), mas normalmente mais baixa do que a taxa do cartão de crédito.

Nick Brown, da Discover, diz que os clientes geralmente veem economias nas taxas de juros de dois a quatro pontos percentuais ao consolidar dívidas em um empréstimo pessoal da Discover.

As maneiras certas (e as maneiras erradas) de usar um empréstimo pessoal
Foto: (reprodução/internet)

Os cartões de crédito facilitam a obtenção de dinheiro emprestado quando estamos em apuros, mas não são ideais quando você precisa de tempo para pagar o dinheiro de volta. Afinal, a taxa média de juros do cartão de crédito é bem alta.

É uma tonelada de dinheiro em juros para desembolsar sem nenhum benefício real, e o custo pode ser ainda mais esmagador se você precisar de meses ou anos para pagar.

ANÚNCIO

Por esse motivo, e realmente, por muitos outros, muitos consumidores recorrem aos empréstimos pessoais para suas necessidades de empréstimo. Ao contrário dos cartões de crédito com taxas de juros variáveis, os empréstimos pessoais vêm com uma taxa de juros fixa.

Os empréstimos pessoais também vêm com um cronograma de reembolso fixo e um pagamento mensal fixo que nunca o pegará de surpresa. Se você precisar pedir uma grande quantia em dinheiro e pagar em 24, 48, 60 meses ou mais, um empréstimo pessoal pode tornar a experiência muito menos cara e muito mais previsível.

1. Como você deve (e não deve) usar um empréstimo pessoal

Os empréstimos pessoais apresentam muitas das mesmas armadilhas dos cartões de crédito, incluindo como você pode facilmente morder mais do que pode mastigar. Você pode gastar demais e colocar suas finanças em dano com cartões de crédito ou um empréstimo pessoal se não conhecer seus limites.

Na verdade, existem maneiras inteligentes de usar um empréstimo pessoal e maneiras desastrosas que podem deixá-lo em situação pior no final. Aqui estão algumas maneiras de usar um empréstimo pessoal e outras para evitá-lo a todo custo.

Consolidando dívidas com juros altos

Se você tem dívidas com juros altos que estão dificultando seu progresso, consolidar com um empréstimo pessoal pode fazer muito sentido. Você não apenas economizará muito dinheiro com o pagamento de juros, mas também poderá simplificar sua vida passando de vários pagamentos mensais para apenas um.

Reformando sua casa

Um modelo de banheiro de gama média custou $ 20.420, enquanto uma revisão de cozinha de gama média custou em média $ 66.196, de acordo com o relatório Custo vs. Valor de 2019 da Revista Remodeling. Um empréstimo pessoal permite que você peça emprestado uma grande quantia em dinheiro para um projeto de reforma de uma casa e pague-o lentamente ao longo do tempo.

Pagando por reparos domésticos caros

Substituir um telhado com goteiras por telhas de asfalto custa em média $ 22.636, mas como você ganharia esse dinheiro se precisasse? Obviamente, existem outros componentes caros de uma casa que precisam ser substituídos ou consertados de tempos em tempos, incluindo encanamento, eletricidade e muito mais.

Um empréstimo pessoal sem garantia pode fornecer o dinheiro de que você precisa com um pagamento mensal que provavelmente você conseguiria pagar.

Consertando seu carro

Se o carro que você dirige para o trabalho quebrar e precisar de milhares de dólares em reparos, um empréstimo pessoal pode ajudá-lo a financiar o trabalho para que você possa voltar à estrada. A não ser que depois de comparar, comprar outro carro saia mais barato.

Começando um negócio

Por fim, um empréstimo pessoal pode ser usado se você precisar dos custos iniciais para comprar suprimentos ou investir em um novo negócio. À medida que sua empresa cresce e se torna lucrativa, você pode pagar o empréstimo e reinvestir os lucros da empresa.

Leia também: Descubra o que pode ser financiado com o empréstimo do BNDES

2. Maneiras desastrosas de usar um empréstimo pessoal

Não solicite um empréstimo pessoal se você planeja usá-lo das seguintes maneiras.

Pagando por férias que você realmente não pode pagar

Se precisar de dinheiro emprestado para sair de férias, você não pode se dar ao luxo de tirar uns descansos. Essa é uma verdade dolorosa, mas muitas pessoas se recusam a reconhecer. Pagar as férias com um empréstimo pessoal pode parecer uma boa ideia, mas você se arrependerá quando fizer os pagamentos dessa viagem nos próximos anos.

Comprando um carro

Comprar um carro com um empréstimo pessoal não é a pior ideia do mundo, mas certamente não é a melhor. Um empréstimo garantido pelo carro que você está comprando provavelmente virá com uma taxa de juros mais baixa e melhores condições.

Jogos de azar

Usar dinheiro de empréstimo pessoal para jogar nunca é uma boa ideia. Se você perder (o que provavelmente acontecerá), ainda terá que fazer pagamentos de seu empréstimo pessoal até que ele seja quitado. Nunca jogue, a menos que tenha dinheiro para perder. Aliás, esses tipos de jogos são proibidos no Brasil.

Investindo

Você pode acreditar que pode ganhar mais dinheiro investindo do que pagaria em juros de seu empréstimo pessoal, mas não há garantias quando você investe seu dinheiro – não importa quão experiente você seja. Se você investir e sofrer um grande prejuízo, perderá seus fundos de empréstimos pessoais mais os juros.

Você deve obter um empréstimo pessoal?

Os empréstimos pessoais são fáceis de solicitar, o que os torna incrivelmente atraentes, mas também perigosos. Se você pedir emprestado pelos motivos errados e não tiver um plano para pagar o dinheiro de volta, você pode acabar tomando uma decisão financeira da qual se arrependerá.

Como regra geral, só faz sentido pedir dinheiro emprestado quando você tem um propósito claro e um plano realista para pagá-lo. Se você toma emprestado sem nenhum objetivo real em mente ou o dinheiro para pagar o que deve, você está se preparando para o fracasso.

 

Traduzido e adaptado por equipe Cotação Seguro

Fonte: Kiplinger Wise Bread

ANÚNCIO