O ciclo Toyota é vantajoso? Saiba como comprar carros parcelados

Muita gente que estuda comprar um carro novo, logo pensa no financiamento bancário. Afinal, os grandes bancos sempre ofertam esse tipo de crédito. No entanto, outra opção é o financiamento das próprias marcas. Hoje, vamos ver se o ciclo Toyota é vantajoso.

Isso porque a Toyota tem uma opção de financiamento que pode ser interessante para você. Mas, é preciso analisar com cuidado com isso funciona. Aliás, você terá que dar uma entrada e poderá parcelar em até 36 vezes. O diferencial está na hora de trocar o carro por outro novo.

Abaixo, vamos explicar exatamente como funciona isso. Até mesmo porque a ideia costuma ser usada por quem gosta de ter sempre um carro novo na garagem. Além do mais, você pode simular a compra considerando o prazo de pagamento entre 12 e 36 vezes. Saiba tudo.

Curiosamente, se você não conhece esse tipo de financiamento para comprar um carro, saiba que ele é bem mais comum do que você imagina. Entre os especialistas, ele é chamado de financiamento balão e está presente em montadoras como Chevrolet, Hyundai, Honda, Renault, Volkswagem e Nissan.

Como funciona o ciclo Toyota

Só que para saber se o ciclo Toyota é vantajoso, a primeira coisa que temos que fazer é entender exatamente como ele funciona, não é mesmo? Então, esse tópico foi criado para explicar exatamente isso. E é bem simples entender, com base nesses tópicos. Leia.

ANÚNCIO

Entrada – A entrada é um valor que tem que representar entre 30% e 80% do valor do carro. Ela vai ser usada como a entrada de um financiamento mesmo e vale para a compra de qualquer carro novo da marca Toyota.

Parcelamento – A outra parte é o parcelamento. Nesse caso, dá para parcelar entre 12 e 36 meses na maioria dos carros (alguns veículos ad marca vão até 24 meses somente). E a Toyota diz que isso dá uma economia de 40% frente aos financiamentos de carros dos bancos.

Residual – Por fim, tem o que a Toyota chamada de parcela residual. Isso nada mais é do que um valor de pagamento final do seu carro, que varia de 20% a 50% do valor total do veículo. Mas, é aqui que entra uma diferença.

Se você deu a entrada e pagou as parcelas mensais do parcelamento, saiba que na hora de pagar o residual você poderá optar por usar o dinheiro de outra forma. Entenda isso.

O uso do valor residual

O uso do valor residual se dá por 2 formas. Uma delas é quando você opta por pegar um novo carro da marca. Nesse caso, a Toyota permite que você venda o seu carro usado para ela mesmo (com um pagamento de 80% da Tabela Fipe).

Aí, o valor residual é abatido disso. Então, vamos supor que o seu carro será comprado pela Toyota por R$ 40 mil. Nesse caso, ela pode descontar R$ 10 mil do residual. Assim, você usará o seu carro como entrada para a compra do novo veículo, com o valor de R$ 30 mil.

Fácil entender isso, não é mesmo? E tem a outra opção para a parcela residual.

Se você não conseguiu pagar ela integralmente, caso não queira comprar um novo carro Toyota, você também pode optar pelo que é chamado de refinanciamento. Assim, você pega esse valor residual e parcela ele em meses – mas, isso tem juros, obviamente.

Então, o ciclo Toyota é vantajoso?

Do ponto de vista financeiro, como todo financiamento de carro, o do ciclo Toyota também não é válido e nem positivo porque faz o consumidor pagar juros. E a gente explica isso de um jeito bem simples (mesmo que a Toyota não informe o valor dos juros).

Um exemplo é do Etios Hatch Manual. Ele pode ser comprado à vista por R$ 52.190 ou no ciclo Toyota. No ciclo, seria entrada de R$ 31.314 + 24 parcelas de R$ 651,50 + residual de R$ 10.438. Logo, o total do ciclo que você pagaria seria de R$ 57.388.

Assim sendo, isso dá uma diferença de R$ 5,1 mil frente ao pagamento à vista do carro. De forma resumida, apresenta o valor dos juros que você acabou pagando.

Por outro lado, para quem não tem todo dinheiro para comprar à vista e quer sempre manter um carro novo da Toyota na garagem, então, o ciclo pode ser uma boa ideia. Até mesmo porque você pode variar no parcelamento alterando o valor das parcelas.

ciclo Toyota é vantajoso

Sobre os juros

Antes de terminar o conteúdo, é muito importante que você considere que mesmo que a gente não encontrou as taxas de juros cobradas nas parcelas no site da Toyota, você enquanto consumidor deve cobrar isso antes de fechar o seu contrato com a marca.

De qualquer modo e para fins de curiosidade, saiba que encontramos um site (Juros Baixos), que mostra que essa taxa fica entre 1,55% ao mês e 18,6% ao ano. De qualquer modo, você já viu o quanto isso representa a mais para você, no pagamento final.

Ainda assim, você pode ver que essa forma de compra pode valer a pena se comparado com grandes bancos. No entanto, você só vai saber se simular a compra em vários deles. Até mesmo porque alguns bancos fazem ótimos negócios e sem cobrar entrada.

ANÚNCIO