Como ficar calmo durante uma flutuação de mercado

ANÚNCIO
Como ficar calmo durante uma flutuação de mercado
Foto: (reprodução/internet)

Nas últimas semanas, estive cobrindo meus olhos antes de olhar para meus investimentos, e apenas espiando por entre os dedos, como se estivesse enfrentando o Freddy Kruger em vez de uma série de números. 

Não ajuda que as manchetes financeiras estejam cheias de futuros potenciais assustadores: uma possível recessão, guerras comerciais e possíveis correções de mercado. É o suficiente para me fazer querer tirar todo o meu dinheiro de meus investimentos e colocá-lo em um lugar seguro, como meu colchão.

ANÚNCIO

Mas não importa o quão esmagadora possa ser uma flutuação de mercado, também sei que retirar meu dinheiro do mercado é a pior coisa que eu poderia fazer quando minha carteira está com tendência de queda. Isso porque a única forma de garantir que as perdas momentâneas se tornem permanentes é vendendo. 

Claro, saber que você deve manter o curso é muito mais fácil falar do que fazer. Se você ficar tentado a cortar suas perdas ao ouvir previsões financeiras sombrias e desastrosas, é especialmente importante aprender a manter a calma. Aqui estão algumas maneiras de ficar calmo quando o mercado está assustador.

Veja também: 4 coisas que o impedem de uma vida de independência financeira

ANÚNCIO

Lembre-se de que não há problema em se esconder 

Esconder a cabeça na areia é muito perigoso, mas há momentos em que realmente é o melhor curso de ação. Isso se deve a um viés cognitivo que nos leva a agir em resposta ao medo. Sentimos que fazer qualquer coisa, mesmo que seja imprudente, é preferível a ficar sentados sem fazer nada. 

Mas ouvir o viés da ação é a razão pela qual as pessoas vendem quando o mercado está em seu nível mais baixo e compram quando ele está em seu pico. Elas têm medo de não fazer nada. Já que é quase impossível superar a voz em nossas cabeças gritando para nós “Faça algo!” quando o mercado está caindo, o método mais fácil de superar o viés de ação é simplesmente ignorar seu portfólio.

Obviamente, isso não significa que você nunca deve verificar suas posses. No entanto, consumir obsessivamente notícias financeiras e verificar seu portfólio diariamente o levará a tomar decisões baseadas no medo (ou na ganância), em vez de seguir sua estratégia de investimento racional

Em vez disso, planeje verificar o desempenho de seus investimentos regularmente, a cada mês ou a cada trimestre. Isso fornecerá as informações de que você precisa para manter a alocação de ativos equilibrada e fazer as alterações necessárias, sem ser vítima do viés de ação. 

Conforto na história 

Embora a frase “desempenho passado não é garantia de resultados futuros” esteja quase tatuada na testa de todo analista do mercado de ações e planejador financeiro, há boas razões para olhar para o desempenho passado do mercado como um todo. Se você estudar as tendências de longo prazo e os retornos históricos gerais, verá que os mercados tendem inevitavelmente para cima.

Saber que o mercado vai se recuperar não torna as perdas e a volatilidade de curto prazo mais divertidas de se viver, mas é mais fácil contextualizar as perdas momentâneas que você está experimentando. Investidores experientes que não entraram em pânico com as correções de mercado de 2000 e 2008 viram suas carteiras se recuperarem com o tempo. 

Por mais estressante que seja qualquer declínio, confiar em um plano de investimento sólido e nas tendências históricas de longo prazo do mercado pode ajudá-lo a se manter no curso e a se sentir confiante de que você e seu dinheiro chegarão ao outro lado. 

Faça um plano de volatilidade 

Uma das razões pelas quais tendemos a reagir exageradamente à volatilidade é porque esquecemos que é uma parte natural dos mercados financeiros. As retrações do mercado são normais, e devemos esperar passar por várias delas em uma longa carreira de investidor. No entanto, geralmente esperamos que os mercados só subam. Com esse tipo de expectativa, mesmo um pequeno mergulho pode parecer opressor.

Uma boa maneira de neutralizar essas expectativas (e o medo resultante quando elas não são atendidas) é criar um plano para o que você fará durante uma recessão.

Seu plano de volatilidade pode ser tão simples quanto se comprometer com sua estratégia de cabeça na areia para crises. Saber com antecedência que você reduzirá os check-ins de seu portfólio quando as coisas estiverem parecendo ruins pode ajudá-lo a seguir esse plano.

Seu plano também pode ser proativo, em vez de apenas reativo. Como você sabe que as retrações do mercado são normais e naturais, decida com antecedência como incorporará essas flutuações à sua estratégia de investimento. Você pode decidir comprar mais investimentos durante uma recessão, em vez de ver isso como algo a temer.

Não entre em pânico

Os seres humanos não foram programados para serem investidores racionais, e é por isso que tendemos a ser tão ruins nisso. Nossas emoções podem tirar o melhor de nossas estratégias racionais, especialmente quando estamos com medo. 

Mas vender seus investimentos por causa da volatilidade do mercado e das manchetes assustadoras é usar uma solução permanente para um problema temporário. Pense em como responder às mudanças assustadoras do mercado antes que elas aconteçam. Então você sabe que já tem um plano para seguir em frente e é menos provável que reaja simplesmente por medo.

Veja também: Não seja um odiador de orçamentos

Traduzido e adaptado por equipe Cotação Seguro

Fonte: Wise Bread

ANÚNCIO