Como o Coronavirus afetará(afetou) suas finanças?

ANÚNCIO

O impacto do Coronavirus nas finanças das pessoas pode variar, dependendo de com quem você fala. Com mais de 200.000 mortes (apenas nos EUA) e dezenas de milhões de norte americanos desempregados, muitos estão sentindo a dor da resposta mal administrada a este vírus mortal.

Por outro lado, muitos outros continuaram a trabalhar; alguns até melhoraram suas finanças ao longo do caminho. Um novo estudo da Northwestern Mutual NWE + 0,5% destaca como as pessoas lidaram com a pandemia, financeiramente.

ANÚNCIO
Como o Coronavirus afetará(afetou) suas finanças?
Foto: (reprodução/internet)

O recente Estudo de Planejamento e Progresso do Northwestern Mutual 2020 revela que 84% dos adultos dos EUA, com 18 anos ou mais, esperam que a pandemia de COVID-19 e a subsequente crise econômica tenham um impacto sobre sua capacidade de alcançar segurança financeira de longo prazo.

Seis em cada 10 (59%) acreditavam que o impacto seria moderado ou alto. Pare um momento e pense em como o Coronavirus impactou suas finanças até agora e que efeito isso terá em seu futuro financeiro geral.

Otimismo para uma forte recuperação econômica

O estudo também descobriu que as pessoas estão otimistas quanto ao potencial para uma forte recuperação econômica. Essa é uma conta para eles, pessoalmente, assim como para o país como um todo. O que ninguém sabe é quanto tempo levará a recuperação.

ANÚNCIO

O estudo revelou as seguintes estatísticas:

  • 83% dos norte americanos acreditam que, em última instância, alcançarão segurança financeira de longo prazo. Entre eles, 44% afirmam que será em um ano ou menos e 32% afirmam que levará de dois a cinco anos.
  • 76% estão confiantes de que o país retornará ao pleno emprego. Entre eles, 47% afirmam que será em um ano ou menos, e 39% dizem que será em dois a cinco anos.
  • 79% confiam na retomada do crescimento econômico do país. Entre eles, 47% dizem que será em um ano ou menos, e 38% dizem que levará de dois a cinco anos.

“Esses números mostram a enorme resiliência que as pessoas estão demonstrando em um momento de grande incerteza financeira”, disse Christian Mitchell, vice-presidente executivo e diretor de clientes da Northwestern Mutual.

“Como país e como indivíduos, estamos em modo de recuperação. Mas, há uma confiança retumbante nessas descobertas – as pessoas acreditam em sua capacidade de se recuperar. ”

Veja também: Um guia financeiro pandêmico para a geração millennial

Para muitos, a disciplina financeira melhorou

O estudo mostrou que muitos americanos melhoraram seus hábitos financeiros durante o Coronavirus. Se esses hábitos serão mantidos após o COVID é outra questão.

Mais de sete em cada 10 (71%) norte americanos disseram que seu planejamento financeiro precisava de melhorias antes da pandemia. Hoje, esse número caiu para 61%.

Além disso, as pessoas indicaram que sua disciplina financeira melhorou.

Quase três em cada 10 (28%) norte americanos se consideravam planejadores financeiros “altamente disciplinados” hoje, em comparação com 22% que disseram o mesmo antes da pandemia. É entendido de “Altamente disciplinado” como conhecer seus objetivos exatos, desenvolver planos específicos para alcançá-los e se esforçar para não se desviar.

Um quarto (25%) dos norte americanos se consideravam planejadores financeiros “informais” hoje, em comparação com 29% que disseram o mesmo antes da pandemia. “Informal” é definido como ter uma noção geral de seus objetivos e como alcançá-los, mas não ter um plano em vigor.

“É bom ver que esses hábitos comportamentais estão tendendo na direção certa”, disse Mitchell.

Como as pessoas estão cobrindo suas despesas de manutenção durante o COVID-19?

Embora muitos norte americanos tenham conseguido manter uma perspectiva positiva no longo prazo, muitos ainda estão tendo dificuldades. Este é um ano de eleições; a costa oeste está em chamas, a costa leste continua sendo atingida por furacões e tempestades tropicais, tudo em cima de uma pandemia global.

Os resultados revelaram que mais de um terço (38%) dos americanos tiveram que tomar medidas para cobrir suas despesas de vida desde a pandemia.

  • 19% investiram em poupanças pessoais ou fundos de emergência
  • 13% pediram dinheiro emprestado a familiares ou amigos
  • 9% mergulharam em economias de aposentadoria (401 (k), IRA, etc.)

O 2020 Northwestern Mutual Planning & Progress Study

O 2020 Planning & Progress Study é uma série de pesquisas conduzidas pela The Harris Poll em nome da Northwestern Mutual. Incluiu 2.702 adultos norte americanos, com 18 anos ou mais, que participaram de uma pesquisa online entre 26 de junho e 10 de julho de 2020.

As vagas anteriores incluíram 2.650 adultos americanos, com 18 anos ou mais, que participaram de uma pesquisa online entre 12 e 25 de fevereiro, 2020 e 2.077 adultos, com 18 anos ou mais, que participaram de 29 de abril a 1º de maio de 2020. Os resultados foram ponderados de acordo com as metas do Censo para educação, idade, sexo, raça, etnia, região e renda familiar.

A ponderação do score de propensão também foi usada para ajustar a propensão dos respondentes de estar online. Nenhuma estimativa de erro de amostragem teórica pôde ser calculada; uma metodologia completa está disponível.

Como suas finanças resistiram ao Coronavirus? Você está gastando mais ou menos? Você ainda está trabalhando? Este é um momento difícil, com certeza, mas estou otimista de que isso também passará. Quando isso acontecer, você estará muito mais perto da aposentadoria ou de seus outros objetivos financeiros.

Na internet há várias dicas como controlar suas finanças durante esse tempo de crise

 

Traduzido por equipe Cotação Seguro

Fonte: Forbes

ANÚNCIO