Como obter o máximo de sua aposentadoria no exterior

Aposentar-se no exterior pode ser uma experiência maravilhosa e enriquecedora para quem tem espírito aventureiro e deseja experimentar coisas novas. Mas algumas pessoas acham que estar longe de tudo que é familiar é desafiador, exaustivo e até alienante. 

Muitos fatores contribuem para a experiência que você tem ao se aposentar no exterior, mas a melhor maneira de criar uma transição suave é planejando extensivamente.

Coisas como resolver as finanças, encontrar acomodações acessíveis e confortáveis e estabelecer um seguro de saúde de qualidade são prioridades, mas os aposentados às vezes se esquecem de considerar como será sua vida cotidiana. 

Também vale a pena ter um plano em vigor sobre como você se instalará em sua nova casa e como maximizar os benefícios de viver no exterior. Veja como aproveitar ao máximo sua aposentadoria no exterior.

Como obter o máximo de sua aposentadoria no exterior
Foto: (reprodução/internet)

Veja também: Como fazer uma viagem de reconhecimento antes de se aposentar no exterior

1. Integre-se à sua nova cultura

Quando você parte para sua nova vida no exterior, provavelmente também está deixando para trás muitos relacionamentos estabelecidos. Podem ser com membros da família, um círculo de amigos, vizinhos ou até mesmo o simpático garçom de um restaurante local onde você costuma comer. Essa familiaridade gera um sentimento de segurança.

Como conseguir ter algo assim em seu novo destino com agilidade?

A melhor maneira de construir novos relacionamentos é fazer um esforço para se integrar à sua nova comunidade o mais rápido possível. Se você estiver se mudando para um país onde não fala a língua, aprenda-a, caso contrário, isso sempre o destacará como um estranho. 

Apresente-se aos seus novos vizinhos, converse com as pessoas nas lojas e cafés locais e descubra quaisquer eventos ou atividades da comunidade em que você possa se envolver.

Outra ótima maneira de conhecer a cultura local é ingressar nas comunidades locais do Facebook. Na minha experiência, há uma mistura de postagens em inglês e no idioma local na maioria dos grupos, e o Facebook faz um ótimo trabalho traduzindo para que você possa absorver informações.

2. Procure outros expatriados

Conhecer outros expatriados é uma ótima maneira de se conectar com pessoas que pensam como você, que já têm experiência em mudar de casa e se integrar em uma nova comunidade. Você poderá usar o conhecimento acumulado para aprender mais sobre sua nova casa, desde os melhores restaurantes da cidade, até onde você pode comprar os confortos de casa que deseja.

Para acelerar o processo de fazer novos amigos, tente entrar nas comunidades locais de expatriados no Facebook. Lá você pode se comunicar com outros aposentados e expatriados para fazer perguntas e aprender mais sobre sua nova área. 

Faço isso toda vez que moro em um novo país por um longo período de tempo, e isso tem se mostrado inestimável para mim. Muitas vezes existe um equívoco de que os grupos de expatriados são muito isolados e se relacionam apenas entre si, excluindo os residentes locais. 

Embora isso seja sem dúvida verdade para algumas pessoas, muitos expatriados que você conhece já estarão totalmente integrados e fortemente envolvidos na comunidade local. Eles podem ser uma fonte inestimável de apoio quando os tempos ficam difíceis.

3. Construir novas rotinas

Deixar de trabalhar em tempo integral para ter um horário livre pode ser uma perspectiva assustadora e é justo dizer que muitas pessoas têm dificuldade para se adaptar. Construir novas rotinas é um passo necessário para qualquer aposentado, mas torna-se especialmente importante quando você se aposenta no exterior, pois há ainda mais mudanças para se acostumar. 

Embora as primeiras semanas e, potencialmente, os meses sejam emocionantes e revigorantes, uma vez que a emoção inicial do novo estilo de vida diminua, você precisará desenvolver um novo ritmo.

Pense nisso como uma oportunidade de passar mais tempo fazendo as coisas que você realmente ama, mas que antes lutava para encontrar tempo. Além de ingressar nos clubes mencionados anteriormente, considere ser voluntário em um grupo local. O voluntariado também pode ser uma forma gratificante de se envolver e ter um propósito.

Aumente sua programação até que você tenha estrutura e atividades suficientes para preencher seu tempo de uma forma significativa.

Como obter o máximo de sua aposentadoria no exterior
Foto: (reprodução/internet)

Veja também: É mais barato usar milhas para reservar uma viagem de férias este ano?

4. Mime-se

A mudança para o exterior na aposentadoria geralmente é motivada em parte pelo desejo de colher os benefícios financeiros de viver em um país onde seu dinheiro vai muito mais longe do que em casa. Se for esse o caso, então é importante certificar-se de que você aproveita ao máximo e se mima de vez em quando.

Esse tratamento será diferente para cada pessoa. Mas, quer se realize tendo uma massagem semanal, uma sessão de compras mensal ou um café diário em seu café favorito, é importante fazer desses pequenos estímulos uma parte regular de sua rotina. Ser gentil consigo mesmo dessa forma o manterá mentalmente energizado e se tornará uma pequena fonte de conforto para ajudá-lo na transição.

5. Fique saudável

A saúde é uma grande preocupação para qualquer aposentado, e você precisa se certificar de que mantém a sua para poder aproveitar ao máximo sua aposentadoria. Isso significa permanecer fisicamente ativo, comer bem e descansar o suficiente. Mas você não precisa ir à academia todos os dias por horas para conseguir isso.

Uma ótima maneira de se manter em forma e ativo é escolher uma atividade que você goste de fazer e encontrar um amigo para fazê-la. Quer seja uma partida de tênis, uma partida de golfe ou apenas sair para o ar livre e dar uma caminhada, faça isso com frequência como parte de sua nova rotina. Fazer isso com outra pessoa o manterá motivado e, ao mesmo tempo, terá mais prazer com isso.

6. Faça uma lista de objetivos

Uma das razões pelas quais você considerou se aposentar no exterior, em primeiro lugar, provavelmente foi pela aventura que isso lhe proporcionaria. Embora seja importante construir novas rotinas, é fácil se deixar levar por elas e perder a sensação de empolgação que você esperava ao se mudar para o exterior. 

Uma ótima maneira de manter essa faísca é criar uma lista de coisas que você deseja ver, fazer, alcançar e experimentar. Decida-se a marcar apenas alguns itens da lista a cada ano e concentre-se naqueles que realmente o tirarão de sua zona de conforto. Isso garantirá que você continue fazendo as coisas nas quais se empenha.

Como obter o máximo de sua aposentadoria no exterior
Foto: (reprodução/internet)

Veja também: 9 maneiras de economizar dinheiro em viagens de férias

Traduzido e adaptado por equipe Cotação Seguro

Fonte: Wise Bread