Relacionamentos dos chefes de família com seus cônjuges e sua visão sobre finanças

Prevê-se que as mulheres controlem dois terços da riqueza do país até o final da próxima década e espera-se que façam 2,5 vezes mais referências financeiras do que os homens ao longo de suas vidas.

Para consultores financeiros, a mensagem é clara: há muito a ganhar aprendendo mais sobre essa base de clientes em rápido crescimento.

Relacionamentos dos chefes de família com seus cônjuges e sua visão sobre finanças
Foto: (reprodução/internet)

A New York Life Investments realizou recentemente uma pesquisa aprofundada com 500 mulheres chefes de família casadas para entender mais sobre suas relações com o dinheiro, suas responsabilidades financeiras, sua preparação para a aposentadoria e a necessidade de um conselheiro.

A pesquisa também avaliou os relacionamentos das mulheres com seus cônjuges, relacionamentos de importância crítica do ponto de vista financeiro. Esses são relacionamentos aos quais os consultores devem prestar atenção.

Um consultor financeiro não é um conselheiro matrimonial. Mas os conselheiros podem prestar um grande serviço aos casais, facilitando suas discussões financeiras e trabalhando para colocá-los na mesma página quando se trata de metas. E ao fazer isso, eles farão muito para cultivar as mulheres investidoras.

Normal, mas com possíveis “pontos cegos”

Hoje, 7 em cada 10 mulheres que são chefes de família casadas descrevem seus relacionamentos como normais, de acordo com a pesquisa New York Life Investments. Esse é um forte indicador da mudança dos papéis de gênero, à medida que mais mulheres se tornam as principais fontes de renda de suas famílias.

Na verdade, é duvidoso que tantos chefes de família casados teriam descrito suas famílias como tão “normais” há dez anos, diz Jennifer Tarsney, Diretora de Gestão Prática da New York Life Investments.

Embora os conselheiros não precisem mais tratar os casais responsáveis pela família como exceções a uma regra, eles precisam entender que as mulheres responsáveis pela família podem ter considerações financeiras exclusivas que devem ser abordadas.

Como as mulheres tendem a viver mais que os homens, por exemplo, elas podem precisar planejar aposentadorias mais longas. Muitas mulheres também enfrentam uma disparidade salarial de gênero que afeta seus rendimentos ao longo da vida e suas economias para a aposentadoria.

Como as mulheres têm maior probabilidade do que os homens de se ausentarem de seus empregos para cuidar de pais e cuidados não remunerados, elas enfrentam uma lacuna de rendimentos vitalícia.

“Seu plano de aposentadoria e seus benefícios de seguridade social estão diretamente relacionados a quanto você ganha”, diz Tarsney. “Portanto, uma disparidade salarial de gênero pode colocar as mulheres imediatamente em desvantagem”.

E embora as mulheres precisem poupar demais para fechar a lacuna de poupança para a aposentadoria, muitas estão atrasadas quando se trata de economizar para a aposentadoria.

As chefes de família casadas também tendem a ter seguro insuficiente. Então, mesmo que seja de grande importância, os “pontos cegos” do planejamento financeiro que sejam de exclusividade das mulheres também devem ser tratados com tão importância quanto.

Leia também: O conselho financeiro primordial que as famílias em crescimento precisam prestar atenção

Uma gama de emoções

As mulheres chefes de família casadas vêem seus papéis como as principais ganhadoras de suas famílias por meio de uma variedade de prismas.

Elas são principalmente positivas sobre essas funções, descrevendo-se como fortes, orgulhosas, motivadas e poderosas. A maioria dos cônjuges também vê o papel da esposa como positivo.

Cerca de 1 em cada 5 mulheres, no entanto, dizem que estão estressadas por suas responsabilidades, de acordo com a pesquisa New York Life Investments. E mais de um terço dessas mulheres dizem que gostariam de mais ajuda de seus cônjuges no que se refere às responsabilidades domésticas.

Outros estão mais insatisfeitos com sua situação atual. Cerca de 39% das mulheres chefes de família casadas dizem que gostariam de reverter as funções de renda em suas famílias. Por falar nisso, 18% de seus cônjuges também gostariam de inverter esses papéis.

Novas maneiras de os consultores financeiros se engajarem

Diante dessas respostas, os consultores financeiros podem enxergar uma nova maneira de trabalharem com os clientes que são casados.

Os papéis lucrativos das mulheres têm um impacto em seus relacionamentos, diz Janet Koh, Diretora de Gerenciamento de Práticas da New York Life Investments.

A pesquisa da empresa mostra que os casais podem ver as coisas de maneira diferente quando se trata de tudo, desde o pagamento de contas até o planejamento de investimentos.

Considerando que a coisa mais normal de acontecer é a discordância quando duas pessoas estão envolvidas em algo muito importante (como o planejamento financeiro), os consultores tem a oportunidade de agirem como agentes neutros, semeando conversas construtivas e liderando o planejamento.

Os conselheiros também podem ajudar as mulheres chefes de família, em particular, a reduzir seus níveis de estresse tirando as coisas de seus pratos e fornecendo conselhos sobre o bem-estar financeiro geral.

“Este é um negócio baseado em relacionamento”, diz Koh. “E a melhor maneira de ter um relacionamento ideal é entender de onde vêm todos”.

Traduzido e adaptado por equipe Cotação Seguro

Fonte: Forbes