O que faz um Corretor de Seguros?

O corretor de seguros é o profissional especializado em intermediar os contratos de seguro entre as Seguradoras e os Segurados. A profissão é regularizada desde dezembro de 1964, conforme a lei 4.594.

Para se tornar um corretor de seguros, o profissional precisa ter a autorização de operação, que é concedida pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Para conseguir esta autorização, a Susep exige que a pessoa tenham sido aprovada em exame específico.

Vale ressaltar um comentário importante: nos últimos tempos, com o avanço da tecnologia e das teorias de marketing, nasceu também um novo conceito de vendas.

Por isso, o corretor passou a ser também um consultor de seguros e não apenas um vendedor.

Para o segurado, é preciso saber também que a comissão financeira do corretor já está paga na hora que as parcelas do seguro são pagas.

Portanto, o corretor é remunerado não apenas para vender o produto, mas também para prestar um bom atendimento.

Assim sendo, o bom profissional é aquele que apresenta as melhores opções de seguros, disponibilizando, inclusive, o acompanhando do cliente em todo período de negociação.

Portanto, é importante notar que o corretor de seguros tem papel importante no assessoramento do consumidor não apenas nos momentos de vigência da apólice, mas também na administração da carteira de seguros.

O que faz um Corretor de Seguros?

Reprodução: Google

As 4 Principais Atribuições do Corretor de Seguros

1 – Consultoria: O corretor de seguros pode identificar as necessidades e assessorar o cliente na escolha da melhor seguradora, levando em consideração a solidez da instituição, a estrutura, a qualidade do atendimento e o melhor equilíbrio entre o custo e o benefício dos produtos e dos serviços.

2 – Análise de Risco: Nessa parte, ele ajuda a identificar as possibilidades de perdas e danos e recomendar as coberturas adequadas para o ressarcimento de eventuais prejuízos.

3 – Administração do Contrato de Seguro: É quando ele ajuda na observação das vigências da apólice, seja de mercado ou do contrato. Isso ajuda a resguardar os direitos e deveres do seguro.

4 – Renovação do Seguro: O corretor pode auxiliar os segurados sobre a necessidade de renovação do contrato de seguro, que frequentemente é anual e não automático, informando prazos, custos e condições gerais, o que evita a interrupção da cobertura securitária.

Internet pode ser favorável

A internet já é uma realidade e pode ser usada a favor do consumidor. Assim, mesmo que tenha o bom serviço prestado pelo profissional, ele pode fazer uma prévia pesquisa sobre os melhores seguros e ajudar o corretor na escolha dos melhores produtos, indicando, inclusive, as preferencias.

Note que o ideal é sempre procurar por seguradoras credenciadas e que tenham reconhecimento no mercado.

Considerações Finais

No fim das contas, um bom profissional vai atuar em parceria com o segurado, na busca pelas melhores opções do mercado. Assim, ele é um técnico especializado que trabalha para o segurado, sendo legalmente responsável pela defesa do segurado.

Ele também define um contrato de seguro que vá atender as necessidades específicas do segurado, colocando o segurado em primeiro lugar. Além de atender rápido quando o seguro necessita de informações e soluções, ficando sempre à serviço do segurado.

Com informações do tudosobreseguros, siqseguros, terravaleseguros