Conheça os cuidados para investir em fundos multimercados

Nos dias atuais, fazer investimentos ainda é um tabu para muitas pessoas. E isso acontece mesmo com muitas opções disponíveis, baratas e fáceis. Por exemplo, hoje vamos falar sobre alguns cuidados para investir em fundos multimercados, que é uma das alternativas.

Se há uma notícia boa é que esse assunto de investimentos está sendo cada vez mais debatido. No entanto, o medo e a falta de conhecimento são um dos motivos para muita gente que deixa de ganhar dinheiro, mesmo que isso seja seguro em boa parte das vezes.

Para início de conversa, a grande dica para quem pretende entrar no mundo dos negócios é explorar alternativas que existem e são boas ideias para os dias de hoje. Aliás, uma delas tem a ver com fundos de investimentos, que são práticos.

Os fundos multimercados

Ainda nessa introdução, também precisamos destacar que este investimento, que aplica em vários mercados, não trabalha apenas com renda fixa. Logo, temos os fundos de renda fixa. Mas, o que vamos falar hoje são de multimercados, isto é, vários mercados, além dos fixos.

Isso quer dizer que ele mistura a renda fixa com a renda variável e as debêntures, que são uma espécie de títulos. Daí, o nome de fundo de multimercado. Porém, esse tipo de investimento costuma ser mais arriscado que outros fundos. Por isso, fique de olho neste artigo.

ANÚNCIO

O que são os fundos de multimercado?

O fundo de investimentos multimercado foi criado para mesclar uma variedade de possibilidades de aplicações em um só lugar. Dessa forma, ele é como um “pacote” ou uma “carteira” com vários ativos.

Você pode entender essa modalidade como vários ativos, diversificados, investidos em um fundo único. Simples, não é mesmo? Assim, é possível que o investidor tenha artifícios individualizados para cada uma das suas aplicações.

Essas peculiaridades e benefícios estão fisgando muitos investidores no meio de inúmeras categorias de investimento. O motivo é que atualmente os fundos da renda fixa, que são menos arriscados, estão rendendo muito pouco.

Entre outras vantagens, as suas rentabilidades são maiores do que os da renda fixa. Além disso, os multimercados estão apresentando riscos mais baixos do que investir apenas em ações, por exemplo.

Como funcionam os fundos multimercados?

O próximo dos cuidados para investir em fundos multimercados é pensar em como fazer isso. Assim, se você se interessou pelo investimento, mas ainda não sabe como proceder, calma, já vamos explicar.

Ao começar um investimento você abrirá uma espécie de carteira onde poderá consultar seus ativos. Os gestores do fundo de multimercados possuem uma liberdade para mexer com sua carteira e escolher os melhores ativos.

E é precisamente essa mudança que faz que esse negócio ser mais arriscado que a renda fixa. Portanto, é importante que você saiba também que não existe um limite em investimentos diferenciados que tenha vontade fazer.

As melhores Estratégias

Umas das estratégias para uso da melhor forma deste fundo é a de trading. Nesse caso, o objetivo é gerar oportunidades em um período curto no mercado. Ou seja, isso permite ganhar dinheiro rapidamente. Mas, não esqueça que também há risco de perda.

A segunda opção é o macro. Este recurso oferece atuações em ativos em várias rendas, entre elas a fixa, variável e até o no câmbio. A ideia do macro é um investimento com um tempo maior, podendo ser de médio a longo prazo.

A próxima opção é o long and short ou equity hedge. Nesta atividade, os gestores operam analisando a checagem que ocorre entre as ações que são compradas e aquelas que são vendidas.

Com a long é possível fazer aplicações em moedas. Podendo avaliar assim, a forma com acontecem as variações dos juros e também dos índices de valores.

O fundo multimercado livre é a última opção. Ele oferece a liberdade de se adaptar às necessidades individuais dos gestores, que consegue dessa forma, emoldurar sua estratégia mais eficaz.

Os cuidados gerais

Como já dissemos no começo do artigo, esse tipo de investimento é ideal para quem está atrás de novos investimentos, principalmente aqueles que confiam no mercado. Porém, não se deve deixar de lado os cuidados para investir em fundos multimercados.

Saiba quais são as 4 principais taxas dos Fundos Multimercados Macro

Se você estiver apenas começando e for ousado, vai fundo, pode sua grande oportunidade. Porém, tenha em mente que esse tipo de investimento é bem diferente que os estilos mais conservadores, como a caderneta da poupança, que apresenta estabilidade.

Por isso, dizemos que é mais arriscado, sendo que não existe uma garantia que ao se tornar investidor, conseguirá uma renda fixa. Algo que acontece com investidores do Tesouro Direto.

Outra coisa que é fundamente saber entende antes de fazer seu investimento que essa modalidade não é assegurada pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Essa é uma empresa que protege os investimentos em fundos e em agências bancárias.

A boa possibilidade de lucros

Essa instabilidade apresentada por esse modelo de fundo de investimento é justamente o motivo de estar atraindo tantos investidores. Isso porque com ele, você pode acabar ganhando uma grana que nunca imaginou lucrar com uma renda fixa.

Por conta desta característica já citadas, você tem a liberdade de aplicar o seu capital de diversas formas. Assim sendo, isso protege seu dinheiro de algumas variações que acontecem no país, sejam elas políticas ou econômicas.

Entenda que isso não é que não será afetado. No entanto, isso pode acontecer de forma mais moderada. Logo, se houver alguma possibilidade que possa, de alguma forma, depreciar o seu capital, o mercado fará o possível para resguardar seu investimento.

ANÚNCIO