Danos Elétricos – saiba o seu direito de reembolso de aparelhos

A grande maioria dos seguros residenciais disponível nas seguradoras nacionais fazem a cobertura do que é chamado “Danos Elétricos”. Mas, você sabe o que é isso e como pode ter esse serviço no seu contrato?

Antes de entender melhor essa cobertura que é oferecida nas apólices, considere um dado importante: o Brasil é o país que mais tem raios em todo o mundo, conforme análise e pesquisa do INPE – Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

Danos Elétricos - saiba o seu direito de reembolso de aparelhos

Portanto, nada melhor do que ter a garantia de que seus aparelhos eletrônicos e domésticos estarão seguros caso o pior aconteça, não é mesmo? E o pior pode ser até mesmo a perca total do equipamento e de sua funcionalidade.

O que são os danos elétricos?

Obviamente, essa parte do texto é fácil de entender. Os danos elétricos são todos os danos causados por problemas na rede elétrica, o que pode trazer até a perda de um aparelho ou uma simples questão de conserto.

Então, imagine uma televisão ligada e, de repente, um raio cai na sua casa. Possivelmente, a TV e tudo mais que estiver ligada na energia pode queimar e você perder os aparelhos. O mesmo vale para apartamentos e propriedades rurais.

PROPAGANDA

Basicamente, hoje em dia, no país, os danos elétricos são causados pelos raios ou por questões estruturais da rede elétrica, que pode ser erro da companhia elétrica ou do prestador de serviço que atuou nessa área durante a construção.

Independente do motivo, quando se tem um seguro residencial com a cobertura de danos elétricos, o segurado pode reaver sua perda financeira. E sim, na maior parte dos casos, há o reembolso dos custos.

Quais são as coberturas dos danos elétricos?

Cada plano contratado de seguro residencial tem a sua cobertura. Portanto, o ideal é verificar na apólice o que é coberto pelos danos elétricos – mesmo porque há limites para isso. 

Mas, de maneira geral, a cobertura é para os danos causados na rede elétrica e vai desde o conserto de equipamentos até o reembolso de produtos novos (quando não tem conserto).

O importante é que de fato os equipamentos tenham sido danificados pela questão elétrica e não outros motivos. E, também por isso, é importante fazer um seguro que cubra os valores totais dos equipamentos.

Uma boa dica é somar os valores totais desses itens para ter uma ideia melhor sobre a cobertura. E a lista desses aparelhos também deve ser enviada à corretora de seguros.

Então, se o seu contrato é para danos em até R$ 10 mil, você não vai ter o reembolso de perder mais do que esse valor caso o problema aconteça. Além do mais, cuidado porque pode existir a franquia do seguro.

Como ser reembolsado pela seguradora?

Em caso de danos elétricos, uma boa recomendação  é fazer o Boletim de Ocorrência para ter uma prova em mãos. Seja por motivo de chuva, raio, roubo, quedas de árvores, etc.

O próximo passo é acionar a seguradora para saber quais medidas tomar. Isso porque a empresa vai exigir o envio de documentos comprovantes, como as notas fiscais de fábrica e de venda.

Isso torna essencial que em cada novo contrato, o consumidor envie uma lista dos itens que possui em casa e que podem ser danificados por eletricidade.

PROPAGANDA