Veja esse exemplo de orçamento familiar para você enriquecer

Será que existem mesmo um exemplo de orçamento familiar? Tudo vai depender do seu ponto de vista, obviamente. A gente foi atrás da opinião de vários especialistas em finanças para encontrar um guia que desse as pessoas a chance de mudar de vida.

O motivo? Hoje em dia, muita gente está endividada não porque não tem emprego ou porque ganha um salário baixo, mas porque não tem controle das finanças. Então, encontramos uma ideia do que é preciso ser feito para que esse jogo mude.

Se você vai enriquecer? Com certeza. Mas, para isso vai precisar respeitar o seu estilo de vida e o tempo que isso pode levar. Não estamos falando em ganhar dinheiro rápido ou em ser o rei da bolsa de valores. Não. A nossa ideia é mostrar como dá para ter um bom orçamento.

O exemplo de orçamento familiar

Além de tudo, o nosso exemplo de orçamento familiar não vai ter aqueles gráficos em formato de pizza que diz o quanto você deve gastar em cada área da sua vida. Porque a gente acredita que isso é particular de cada pessoa.

E também não vamos trazer aqui uma série de dicas de como economizar dinheiro em casa. Mas, vamos falar sobre a importância disso, com certeza. Sendo assim, pense nesse texto como um guia prático para você rever as suas prioridades nos próximos dias, semanas, meses.

ANÚNCIO

Os gastos fixos

Antes de qualquer coisa, o que você tem que fazer é rever os seus gastos fixos. Sendo assim, você precisa pegar a sua caderneta de anotações e ver gasto por gasto. Depois, pergunte-se de forma muito sincera: será que eu preciso mesmo ter esse gasto todos os meses?

Se você tiver uma resposta negativa, então, é porque está gastando no que não poderia e nem deveria. Mas, se você tiver uma resposta positiva, é porque você realmente precisa daquele gasto. No entanto, você pode buscar uma forma de amenizá-lo (diminua o máximo que puder).

Agora, se você não tem essa caderneta de gastos, nem mesmo um aplicativo que tenha anotado onde você gastou o seu dinheiro do último mês, saiba que nem adianta você prosseguir com a leitura porque já começou errado.

A anotação dos gastos mensais, diários e semanas é essencial para quem quer mudar de vida, enriquecer, começar a ficar rico e, enfim, sair das dívidas. Se você não faz isso ainda, está mais do que na hora de começar.

Os gastos variáveis

Assim sendo, se você faz a anotação dos gastos e se dedicou a descobrir onde dá para cortar e onde dá para diminuir, o próximo passo desse exemplo de orçamento familiar é sobre você descobrir quais os gastos variáveis que estão sobrando nessa conta toda.

Sendo assim, nessa lista tem que estar tudo o que você não precisa de verdade, mas que representa o seu padrão de vida: cinema, teatro, churrasco, roupas, pizza, lazer no geral.

Se você tem todos esses custos no papel vai ver que está gastando muito mais do que deveria com coisas que, na verdade, não importam para você. Então, cabeça firme porque é hora de reajustar os seus gastos e impor limites.

Afinal, criamos uma espécie de guia de sobrevivência, né. Então, bora lá fazer uns sacrifícios? De modo geral, no mínimo 10% de todos esses gastos você tem que diminuir. Mas, há quem consiga diminuir até metade deles – o que dá 50%.

Assim, a conta fica simples: você terá economia nos gastos fixos e muitas economias no gasto variável. E isso vai te dar alguma folga financeira. Mas, cuidado para não fazer besteira agora.

Some tudo o que você tem

No próximo passo você tem que saber tudo o que você tem de dinheiro. Então, pense em juntar tudo mesmo. O que sobrou das suas economias, o que você pegou do governo (seja pela aposentadoria, pelo FGTS, pelo PIS, etc), o que você recebe de renda extra, etc.

A partir disso, você vai tomar decisões mais inteligentes – mesmo que a gente esteja passando por uma crise financeira, política ou social.

Por exemplo, se você está em um emprego que é estável, com carteira assinada, saiba que não é comum o seu salário parar de chegar em casa. Portanto, você terá que considerar ele como única fonte de renda. Então, comece a viver apenas com o que recebe dele.

Mas, se você é autônomo ou prestador de serviço informal, a saída é você juntar tudo o que tem e guardar em uma reserva de emergência porque pode ser que os próximos dias sejam bem complicados para você – afinal, essa é a ideia da reserva financeira, mesmo.

Usando o exemplo do orçamento familiar sempre…

Veja esse exemplo de orçamento familiar para você enriquecer

Esse exemplo de orçamento familiar é bem bruto e rústico, mas é algo muito simples que pode mudar a sua vida mesmo. Então, leve em conta que não tem segredo: é preciso anotar os gastos, apertar os cintos (para investir um pouco todos os meses) e criar a reserva.

Essa reserva é o que vai te garantir passar por todas as fases da sua vida. Seja uma crise que o país enfrenta, um desemprego, um momento de poucas vendas no comércio, etc. Logo, se você não anota os gastos, comece por isso.

Se anota os gastos, é hora de começar a investir para montar a reserva. Agora, se você quer entender mais sobre essa reserva financeira, considere que temos outros textos que falam disso. Confira abaixo:

Também é interessante que você nunca pare de estudar. Sabe por que? Porque é isso que vai te ajudar a economizar cada vez mais e investir melhor, cada vez mais também.

ANÚNCIO