Veja 2 filmes com temas corporativos para se entreter nos próximos dias

Atualmente, estar dentro de uma empresa pode significar muito para você. Inclusive, quem é que nunca quis subir de cargo ou estar em uma posição de alta gerência? Para isso, uma boa ideia é estar o tema. Como? Através de filmes com temas corporativos.

Abaixo, nós trouxemos 2 histórias incríveis que, mesmo que você esteja em uma posição mais baixa dentro da empresa, vai te fazer ver tudo com outros olhos. Sabe aquela ideia de estar no lugar do outro ou de pensar fora da caixa? É disso que estamos falando.

Mais do que isso, você vai ver que realmente existem histórias que são de arrepiar e que sempre dá para aprendermos com elas. Para quem pensa grande e quer ser um líder ou um empreendedor de sucesso, esses 2 filmes são de “cabeceira”.

Os filmes com tema do corporativismo

Para que você fique a vontade na escolha, a gente separou dois filmes sendo um mais novo, de 2019 e outro mais antigo, de 1991. Na verdade, o mais novo é um documentário que foi gravado sobre a perspectiva de uma história. Assim como o filme mais antigo.

1 – A Inventora: À Procura de Sangue no Vale do Silício

Se você estiver com dificuldade para encontrar esse filme, uma boa ideia é buscar pelo nome original: The Inventor: Out for Blood In Silicon Valley. A obra cinematográfica é dirigida por Alex Gibney e foi lançada em 2019.

ANÚNCIO

Desse modo, é um documentário que dura um pouco menos do que 2 horas. Mas, por que está na lista de filmes com temas corporativos? Porque se trata de um documentário que conta sobre Elizabeth Holmes.

Para quem não conhece a história, vamos trazer aqui a sinopse. Leia com atenção.

Em 2003, aos 19 anos, Holmes fundou a Theranos, que chegou a valer US$ 9 bilhões algum tempo deopis. A empresa operava um minilaboratório portátil capaz de realizar, com apenas algumas gotas de sangue e baixíssimo custo, dezenas de exames.

Assim sendo, o laboratório era responsável por fazer testes de glicemia, colesterol, dosagem de hormônios, de toxinas, entre tantos outros.

A relação com o mundo corporativo

É a partir dessa breve sinopse que o assunto começa a ficar interessante. Isso porque o filme traz um poderoso debate. O debate gira em torno do fato de que os resultados esperados falharam e a empresa começou a se complicar financeiramente.

Uma das consequências mais trágicas aconteceu quando um dos responsáveis médicos, que assinava algumas patentes da Theranos, se suicidou.

Desse modo, a fraude da empresa se tornou conhecida. Especialmente após um repórter do The Wall Street repassar diversas informações confidenciais, que eram repassadas por um ex-funcionário. Em 2018, com valor de mercado zero, ela foi dissolvida.

Aprenda 3 lições financeiras com o filme “os delírios de consumo de Becky Bloom”

Curiosidade!

Antes de terminar a explicação sobre esse filme, saiba que diversas figuras importantes chegaram a fazer parte da diretoria desse laboratório: Henry Kissinger e George Schultz são alguns deles.

Inclusive, eles foram secretários de Estado dos EUA. E a revista Time também chegou a relacioná-la dentre as pessoas mais influentes do mundo. Atualmente, Elizabeth é ré de uma ação na justiça americana e corre o risco de ser condenada a mais de 20 anos de prisão.

2 – Um Golpe do Destino

A tradução, que é o título original desse filme, pode não fazer muito sentido (The Doctor). Porém, com direção de Randa Haines, a obra é uma verdadeira lição na vida de muitos empresários e sempre está entre os filmes indicados para os gerentes e diretores.

filmes com temas corporativos

Talvez você até conheça ele, afinal, ele é de 1991, sendo um drama de 120 minutos. Mas, se você não conhece nada dessa história, a gente vai falar mais sobre ela.

Qual é o enredo? O filme é sobre um cirurgião competente, renomado e, ao mesmo tempo, arrogante e onipotente. Parece que você já viu algo assim antes, não é mesmo?

O fato é que ele mantém distância, desinteresse e nenhum envolvimento emocional com seus pacientes. Sendo o verdadeiro “profissional”, mas nada “humano”, sabe? Isso tem sido muito contato em várias séries desse gênero que são mais recentes.

A relação com o corporativismo

No entanto, a sua vida sofre uma grande reviravolta quando é diagnosticado com câncer. E é aqui que o filme passa a ser um dos filmes com temas corporativos que você deve assistir.

Afinal, o cirurgião se torna paciente de uma médica com características parecidas com as que ele tinha: ou seja, altamente profissional, mas sem humanidade.

Desse outro lado da moeda, ela passa a sofrer um processo de mudança, já que começa a ver o lado do outro. Nas empresas, o que é o que um líder deve fazer se não ver o lado do outro? Tem tudo a ver, não é mesmo?

Por isso, sem deixar de criticar o sistema de saúde e as longas jornadas a que esses profissionais são submetidos, o filme possibilita o debate de temas importantíssimos, que passa pela humanidade, ética e muito mais.

Curiosidade!

Uma curiosidade sobre esse filme é que se trata de uma história real do médico Ed Rosenbaum. Desse modo, as gravações foram feitas com base em sua autobiografia intitulada Taste of My Own Medicine: when the Doctor Becomes the Patient.

Logo, trata-se de uma excelente oportunidade para uma reflexão sobre a relação entre o médico e paciente. Além de falar da importância que pode ter para ajudar na cura ou na minimização do sofrimento.

ANÚNCIO