Os 4 tipos de franquias para os seguros autos e como escolher a melhor para você!

Se você tem um seguro de carro, você sabe que está, teoricamente, tranquilo. Pelo menos, está prevenido contra alguns gastos inesperados caso aconteça algum acidente de trânsito. Isso acontece por que todo seguro cobre os sinistros com carro de terceiros sem cobrar nada.

No entanto, quanto à cobertura no conserto do próprio carro é cobrada uma taxa, além da mensalidade paga, que é chamada de franquia.

Como Funciona a Franquia?

Como dito, é o valor obrigatório à ser pago para consertar o seu veículo em caso de acidentes. Se você tem uma franquia de 1 mil reais, então, a empresa pagar por consertos que custem mais do que isso e você terá que pagar esse valor à ela. Assim, ela pagará apenas a diferença.

Por isso, mesmo que tenha seguro, é importante fazer vários orçamentos para descobrir se valerá usar a franquia ou não.

Com isso, conclui-se que é muito importante analisar o valor da franquia na hora de contratar um seguro auto.

PROPAGANDA

A Franquia é cobrada em todos os casos?

Não! Há 2 exceções: em casos de perda total ou danos à terceiros, sabendo que você precisará pagar apenas no conserto do seu próprio veículo. A utilização do guincho, o uso do carro reserva e os demais produtos assistenciais são oferecidos pelas seguradoras, porém, é preciso se atentar ao que está na apólice.

Os Tipos de Franquias

As seguradoras oferecem vários tipos de franquias, mas nós separamos as 4 mais comuns!

1 – Básica ou Normal: É usada na maioria das vezes e é a seguradora que estabelece qual o valor que será oferecido na modalidade.

2 – Ampliada: Tem valor 2 vezes maior do que o encontrado na modalidade básica. E é indicada para pessoas que temem a perda total e estão dispostas a arcar mais com o preço do conserto. O seguro fica mais barato do que a franquia básica, por exemplo.

3 – Reduzida: Tem, normalmente, metade do valor da franquia básica. E é indicada para pessoas que preferem pagar um seguro maior do que arcar com os custos do conserto, mas ainda assim, estão dispostas a pagar consertos menores. O preço é mais caro no caso de franquia reduzida.

4 – Isenta: Não há cobrança de franquia. Porém, o uso tem limites de ocorrências. O preço do seguro é mais caro do que as outras opções.

Logo, podemos concluir que quanto menor é a franquia, maior será o preço do seguro e vice-versa. Algumas seguradoras oferecem condições especiais na franquia, como desconto em ocasiões especiais, isenção ou simplesmente mimos, como higienização e lavagem do carro.

As 15 Melhores Seguradoras de Automóveis de 2017

Mais uma vez, vale dizer que o importante é analisar e pesquisar sobre todas as condições que as seguradoras oferecem e escolher aquelas que melhor se encaixam com o perfil do segurado.

Quando é obrigatório pagar a franquia?

Por fim, veja quando você é obrigado a pagar a franquia (em casos de Sinistros que a indenização ficar menor que 75% do valor do carro):

  • Batida no Poste,
  • Colisão Leve na Estrada,
  • Ladrão Roubar a porta do seu carro.

Quando você não precisa pagar a franquia é quando os sinistros tem perda maior do que 75% do valor total do carro ou em casos de coberturas especiais:

  • Acionar a cobertura de terceiros,
  • Colisão com perda total,
  • Furto ou roubo sem recuperação.

Com informações da Bidu e Konkero

PROPAGANDA