Sobre a importância da reserva de emergência: aprenda como montar a sua

Toda hora sai uma notícia nova onde o governo anuncia novas medidas para diminuir os impactos da pandemia na economia do país – e isso também acontece no mundo. O que se pode tirar disso é que existe uma grande a importância da reserva de emergência.

Até porque os empresários também estão se planejando para superar esse momento complicado de crise. E a reserva também se torna importante para eles. Mas, seja para a empresa ou para as finanças pessoais, como montar uma reserva? Vamos aprender.

Inclusive, considere que na nossa vida financeira devemos tomar medidas parecidas para conseguir manter a vida financeira no azul – ou melhor, no positivo. Mas, não é preciso esperar a água bater na porta para tomar uma atitude.

E é exatamente para momentos como esses que você deve ter uma boa reserva de emergência para conseguir passar toda essa crise sem criar pânico ou entrar em desespero.

Logo, começar a montar uma reserva de emergência agora pode não ser uma boa ideia, mas se você ainda não sabe do que se trata ou quer aprender a montar a sua mais para frente, vamos explicar tudo que precisa saber.

ANÚNCIO

O que é essa reserva de emergência?

Para lhe explicar isso de uma forma simples, vamos logo a um exemplo prático. Vamos supor que você bateu seu carro e terá que desembolsar uma grana alta para conseguir pagar a reforma do veículo, mas seu salário não será o suficiente.

Então, você lembra que tem um dinheiro guardado para cobrir alguns imprevistos como esse, sem onerar sua saúde financeira. Portanto, bem simplificadamente, saiba que uma reserva financeira é basicamente isso: você estar preparado para o que pode acontecer.

Ou seja, é você tirar uma porcentagem dos seus vencimentos e separar para sanar seus compromissos financeiros em casos de situações imprevisíveis – porque elas sempre vão acontecer, quer você queira ou não.

Portanto, não há dúvida de que fazer sua reserva com responsabilidade lhe faz manter seu padrão de vida normalmente e será uma aliada em momentos de crise. Tanto é que muita gente tem aprendido isso agora, na crise, na marra.

Quanto eu preciso guardar por mês?

De forma geral, especialistas indicam que é preciso destinar para reserva de emergência de 10% a 15% dos seus vencimentos mensais. Então, se você recebe R$ 2 mil por mês deve guardar, ao menos, R$ 200.

E tem o valor que você deveria ter na conta, para fechar a sua reserva. Assim, é aconselhável que sua reserva seja suficiente para lhe manter por pelo mínimo 3 meses, mas não existe um consenso sobre isso, ok?

Então, se você tem uma renda mensal de R$ 2 mil, considere ter, pelo menos, R$ 6 mil de reserva. Mas, se você é um trabalhador informal, por exemplo, isso subiria para o dobro, sendo R$ 12 mil como fundo emergencial.

Onde investir o dinheiro para a reserva?

Agora que você já conhece uma boa parte da importância da reserva de emergência, também é preciso saber onde guardar o dinheiro poupado. Essa também é parte muito importante para conseguir fazer sua reserva de emergência de forma inteligente.

Você pode estar pensando: “Beleza, tirou 15% do meu salário por mês, e faço o que com ele”? A reposta básica, da maioria dos brasileiros, é colocar na poupança, a boa e velha caderneta da poupança. Porém, isso não é aconselhável.

Porque pode parecer bom para guardar o seu dinheiro em um local seguro e aumentar o rendimento, conseguindo um valor maior quando precisar fazer retirada. No entanto, os rendimentos da poupança hoje em dia são ruins. O melhor é o Tesouro Selic, pelo menos.

Os investimentos

Sendo assim, destinando o seu investimento para o Tesouro Direito, que possui uma liquidez maior, você terá mais rendimentos. No longo prazo, isso faz toda a diferença, ainda mais se você sabe qual é a importância da reserva de emergência.

Existem outras opções também para investir o dinheiro da sua reserva de emergência: CDB com Liquidez Diária, Letras de Câmbio com liquidez Diária e Fundos de Renda Fixa (DI).

Saiba porque sacar R$ 500 do FGTS para a reserva de emergência

Mas, o que é importante frisar é que não se sabe quanto tempo a pandemia ficará instaurada no Brasil e no mundo. Portanto, pode ser que três meses não sejam suficientes para conseguir sustentar suas contas durantes esse período.

Dessa forma, é importante saber o momento exato pra usa-la, pois se você tirou para trocar de carro, apenas para conseguir um mais novo, agora fará falta.

Por que é tão importante ter uma reserva na crise?

Para finalizar o conteúdo, vale dizer que a reserva financeira pode não parecer importante durante a sua vida toda. Mas, é só chegar uma crise, como essa do Covid-19, para a gente mudar de ideia.

Infelizmente, talvez agora não seja possível montar uma reserva por conta da escassez de produtos, de recursos, de tempo. Porém, não se esqueça de gastar conscientemente o seu dinheiro – isso também pode minimizar os estragos dessa pandemia.

importância da reserva de emergência

Mas, se você ainda não entendeu ou não se convenceu que ter uma reserva nesse momento seria ótimo, vamos a outro exemplo: se na sua casa não tem dinheiro e você precisa de alguma forma sustentar sua família, a solução será fazer empréstimos financeiros.

Para pagar isso, você pode ser submetido a juros de 400%. Ou seja, além de você que pagar o que precisou, terá que gastar mais quatro vezes aquele valor. Se você tem a reserva, nada disso será necessário porque você usará um dinheiro que é seu – e sem pagar juros.

ANÚNCIO