Conheça 5 informações da cotação de seguro que você tem que analisar muito bem

É cada vez mais recomendado para quem têm bens caros e de alto valor (como carros, casas ou apartamento) ter um seguro. Dessa forma, é importante saber essas informações da cotação de seguro que você tem que analisar antes mesmo de fechar o contrato.

Inclusive, o motivo para isso é que algumas pessoas podem ficar avessas a essa ideia por medo de fraude ou golpes. E, claro, além de ficarem confusas com uma grande possibilidade de preços e coberturas, que afetam o orçamento financeiro.

Por isso, existe muita coisa que você deve considerar antes de contratar o seguro correto, que proteja exatamente tudo que foi contratado e não ter imprevistos ou dores de cabeça.

As informações importantes

Para evitar os futuros problemas, uma boa ideia é analisar a cotação de seguro. Pensado nisso, vamos apresentar neste artigo 5 informações importantes que não podem faltar na sua cotação de seguro.

1 – Conhecer o que é uma cotação

A cotação de seguro é um tipo de orçamento. Quando você achar corretores, entenderá que existem inúmeros serviços e preços diversificados.

ANÚNCIO

Você deve fazer uma pesquisa e optar por aquele que lhe ofereça as melhores condições e casem perfeitamente com a segurança ideal para sua situação com o dinheiro que pode gastar. Aliás, nunca se prenda a um único orçamento – mesmo que o corretor seja o seu amigo.

O processo mesmo parecendo complicado é bem simples. Ele pode ser realizado pela internet e até via telefone. Você precisará fornecer algumas informações pessoais e sobre seu bem. Os corretores estão sempre a disposição para quaisquer dúvidas.

2 – Porque é importante fazer uma cotação de seguro

É de suma importância fazer a cotação de seguro, pois através dela você saberá exatamente pelo o que está pagando. Inclusive, saberá também quais são as condições contratadas que lhe permitem acionar a cobertura quando houver um sinistro.

Ao analisar toda a proposta você não contratará um seguro muito caro ou que disponibiliza serviços que você nunca vai utilizar.

Assim sendo, você evita surpresas incomodas. Entre elas, a inexistência de alguma cobertura essencial, descobrindo esse fato justamente quando precisar. Outra vantagem é poder negociar com melhores preços, descontos e vantagem com as corretoras.

Conheça 5 informações da cotação de seguro que você tem que analisar muito bem

3 – Os incidentes que estão no seu contrato de seguro

Você precisar se informar corretamente quais são os incidentes que estão inclusos em sua cobertura, assim como aqueles que estão fora.

Com esses dados em mão será possível definir apenas aquilo que será útil pra você. Usando apenas as que são consideradas imprescindíveis e deixando de lado algumas que dificilmente lhe servirá algum dia, equilibrando assim o valor da apólice.

Por exemplo, o plano mais básico do seguro residencial faz a cobertura do imóvel em caso de incêndio, queda de raio ou explosões. Entretanto, você pode solicitar outras coberturas, que serão cobradas à parte, como danos elétricos e roubo.

Entenda que não há uma regra. O que existe são aquelas coberturas consideradas simples ou básicas. A partir delas, você pode acrescentar ou tirar o que achar que é conveniente ou não para você. Você, como consumidor, tem esse direito.

4 – Como a seguradora faz o cálculo

Quando for fazer sua cotação online ou mesmo presencial você precisa levar em conta quais são os critérios que cada seguradora avalia para oferecer seus valores. Essa é outra das informações da cotação de seguro que você tem que estudar antes e com calma.

Veja se é possível confiar em cotações online de seguro

Nessa estimativa, são avaliadas muitas variáveis, que são responsáveis para a definição do preço final. Sendo assim, a seguradora pode desistir de fazer o acordo se constar que a probabilidade do sinistro for muito grande.

O primeiro item a ser avaliado pela seguradora é o seu bem, não somente seu valor de mercado. No seguro de automóveis, aqueles que apresentam um histórico de problemas de conservação ou com autos índices de roubos tentem a custar mais.

Seu perfil também será analisado. Idade, sexo, histórico, entre outras particularidades pessoais interferem drasticamente nos valores. Por exemplo, motoristas mais jovens possuem seguros mais caros.

Outro ponto a ser considerado é a localização onde você mora. Caso for comprovado que seu bairro tenha problemas com roubo ou enchentes a tendência é desembolsar mais para ter o seguro.

5 – Os dados sempre precisam ser precisos

No momento que for solicitar uma cotação ofereça todos os dados precisos. Por isso, já esteja com todos os documentos pessoais e os do bem a ser segurado.

Oferecendo todos os dados certinhos, o cálculo é realizado corretamente e lhe apresentará uma situação bem realista e mais fácil de entender. Caso queira renovar seu contrato, leve também sua apólice antiga, para tentar ajustar preços mais em conta.

Além dos documentos corretos e em ordem, é fundamente ser o mais sincero possível e nunca ocultar informações relevantes a seguradora.

Saiba como negociar uma cotação de seguro

Se fizer um seguro do seu carro, não se esqueça de incluir o nome de todas as pessoas que fazem uso do seu bem, pois se caso acontecer um sinistro com alguém que não esteja assegurado, a empresa se recusará a pagar a apólice.

Assim como é importante não esconder nada da seguradora, uma dica é sempre conferir a reputação da empresa.

ANÚNCIO