Saiba como juntar dinheiro para trocar de carro

Para algumas pessoas, o fato de trocar de carro é um verdadeiro alívio. E isso realmente pode fazer sentido. Ainda mais quando o veículo começa a ter problemas demais e gastos demais também. Mas, nem todo mundo sabe o que fazer para juntar dinheiro para trocar de carro.

Assim sendo, tem gente que não vê a hora de conseguir pagar o financiamento e passar logo para frente o carro comprado. O motivo pode ser qualquer um. Seja por ter problemas com o veículo, não se adaptar ou ser muito caro para manter tal gasto mensalmente.

Em outros casos, a troca acaba se fazendo necessária, mesmo que a pessoa goste do seu carrinho, que foi comprado zero quilômetro. Dessa forma, pegar um modelo novo e talvez maior acaba sendo uma ótima ideia.

Afinal, a família cresceu e precisa de um modelo maior agora. Ou também pode ser que seja preciso trocar um utilitário para poder trabalhar como motorista de Uber, por exemplo.

O fato é que a troca de carro é uma realidade para grande parte dos brasileiros. Porém, a pergunta é: você se planejou para isso? Aí que mora o perigo! Em muitas trocas, fazendo sua expectativa de dias melhores ir por água abaixo. Por isso, dicas abaixo são importantes.

ANÚNCIO

A análise do custo e do benefício          

Antes de fazer um planejamento para juntar dinheiro para trocar de carro, você precisa responder algumas perguntas. Assim sendo, esse é o momento exato para isso? Eu realmente preciso trocar agora? Essas são perguntas a serem feitas urgentemente.

Aliás, para responder essas perguntas você precisa avaliar se o seu automóvel está lhe dando mais gastos do que benefícios. Por exemplo, quebrou mais de uma vez na semana, o combustível não rende como antes, a visita no mecânico está ficando cada vez mais constante.

Normalmente, os problemas começam a aumentar após os 60 mil quilômetros de rodagem. Por isso, tenha em mente se o seu bem já teve algum dono ou você foi o primeiro para poder avaliar com melhor precisão a durabilidade.

Caso seu veículo ainda esteja em boas condições, nunca teve problemas recorrentes, só está tendo agora, talvez seja mais em conta dar um bom trato nele. Isso é simples: dá para fazer através das revisões completas. E pode postergar um pouco mais a troca.

Mas, não espere tanto…

Por outro lado, não adianta esperar seu carro ficar uma verdadeira lata velha para querer negociar. Quanto pior o estado, mais você terá que gastar e maiores serão as dificuldades para revender. Então, ao invés de juntar dinheiro, vai torrar ele.

Assim, mantenha ele sempre em boas condições para vender por um valor que seja bom tanto para você quanto para o interessado.

Até mesmo porque colocar o preço nas nuvens apenas irá dificultar um bom negócio. Ao mesmo tempo em que se for para vender muito barato, também não vale a pena para você, que terá muita perda de valor. Faça uma simulação e saiba o valor ideal dele.

O planejamento financeiro organizado

A verdade é que juntar dinheiro para trocar de carro não é mágica e sim planejamento.  Caso você não tenha um controle do quanto gasta, ganha e das suas dívidas, é hora de afinar isso. Porque, em caso contrário, nunca vai ter potencial para trocar o seu possante.

Ao se organizar, você saberá o quanto poderá investir na troca sem prejudicar sua saúde financeira. Sendo assim, não adianta sonhar com veículos muito mais caros que o consegue juntar. Obviamente, o ideal é que você compre aquele que está no seu orçamento.

E se continuar repetindo essa operação com responsabilidade, fatalmente alcançará aquele seu sonho mais rápido do que pensa.

Defina se vai querer vender para comprar um novo ou vai envolver ele em uma troca e pagar o restante. Os dois casos podem ser vantajosos, depende muito qual é o seu objetivo para essa troca do veículo.

Depois de identificar qual será o novo veículo que pretende adquirir, veja quanto consegue receber no seu para fazer uma conta de quanto faltará para cobrir a compra. De modo geral, vale mais a pena vender no particular e depois comprar outro. E não fazer a troca entre eles.

Poupança, investimento ou consórcio?

Saiba como juntar dinheiro para trocar de carro

Uma forma simples para fazer seu dinheiro aumentar de potencial é colocar aquela fatia que sobrou no mês na poupança. Você terá uma renda fixa e segura. Porém, dependendo a rapidez que pretende fazer sua troca ou quantia, pode ser a melhor opção.

Pesquise outras opções se investimentos como o Tesouro Direto. Caso tenha dúvidas, se informe, estude, vá até uma agência bancária e veja qual opção seria ideal para você. Lembrando que existem corretoras de valores que são gratuitas e melhores que os bancos.

Se economizar não estiver sendo uma boa saída, você pode tentar um consórcio também. Que nada mais é do que uma forma forçada de juntar dinheiro para um objetivo, como a compra de um carro.

Ele se diferencia do financiamento por não cobrar juros, somente uma taxa administrativa inferior aos que pagaria no financiamento. Porém, você pode ter que espera o prazo final do contrato para conseguir receber o seu dinheiro.

Atenção total ao mercado de carros

Por último, fique sempre atento ao mercado. Como você já está economizando, pode ser que surja uma grande oportunidade antes mesmo do previsto.

Tabela FIPE, conheça o aplicativo antes de trocar de carro em 2020

Investir em um carro ainda é um bom negócio no Brasil, alguns vendedores apenas abaixam o preço para vender logo, não que esteja com problemas e são essas chances que você não pode perder.

Por fim, seja inteligente, nunca compre por impulso. Nesse caso, a dica é esperar o momento correto para fazer sua troca. Afinal, o tempo pode ser seu aliado, pois seu dinheiro vai estar rendendo na poupança ou no Tesouro. Obs: o consórcio não tem rendimentos.

ANÚNCIO