Especialista dá dica para ter novos hábitos financeiros em casa

A mudança de hábitos e a criação de novas atitudes é um passo importante na vida de quem quer aprender a lidar melhor com o dinheiro. Aqui no Brasil, muita gente está endividada, simplesmente, porque não conseguiu mudar de hábito.

E pensando nisso, a gente trouxe a opinião de um especialista no assunto. Ele cita algumas formas muito simples de começar a lidar melhor com as finanças da família. Lembre-se que o simples fato de saber quanto a família ganha e gasta já é um começo incrível. Veja mais!

Especialista dá dica para ter novos hábitos financeiros em casa

RECEITA FAMILIAR

Rafael Ramos é do Fecomércio e diz que a primeira coisa que se deve fazer é colocar tudo na ponta do lápis. Assim sendo, o ideal é saber quanto a família ganha e quanto gasta. A conta é simples: some todos os recursos recebidos pelos entes da família. Depois, tire as despesas.

“É necessário calcular tudo. Inclusive, listar quanto se paga na conta de luz, de água, de celular. Até mesmo na feira”, ele diz. Obviamente, o resultado tem que ser positivo: “A renda familiar tem que cobrar tudo o que é essencial”.

CORTE DE GASTOS

Aí, o especialista comenta que após fazer essa listagem do que entra e sai do orçamento, o próximo passo é partir para o corte de gastos. “É hora de cortar o que é supérfluo ou fazer as devidas substituições”.

ANÚNCIO

De modo geral, a recomendação dele é que a família comece a testar novas marcas de produtos no mercado, por exemplo. Além disso, dá para negociar preços e pacotes, como no caso do plano da TV a cabo, por exemplo.

“Ninguém fica sem internet hoje em dia. Só que todo mundo pode ligar na operadora e pedir um plano mais em conta”, ele avalia.

CARTÃO DE CRÉDITO

Ramos também cita o cartão de crédito, que é um grande vilão do orçamento na vida de muita gente. E ele diz que ele é o principal causador da perda de controle das finanças pessoais de muitas famílias.

“Ele não é extensão da renda. Não dá para usar de forma inconsciente ou inconsequente. Para dar certo, o melhor caminho é ter um limite que tenha compatibilidade com a renda da família”. E nunca se deve emprestar para outras pessoas.

E na hora de ter um cartão de crédito, vale considerar, por exemplo, que existem opções sem anuidade nos dias atuais.

ROTINA

Outro detalhe que vem de Ramos é sobre a rotina familiar. Ele diz que é preciso pensar em cuidados com a economia durante o dia a dia. “É preciso cuidar da energia. Não dá para ligar a máquina de lavar roupas todos os dias, né”.

Além disso, ele conta que deixar os aparelhos ligados na energia, mesmo que em Standby pode fazer o consumo mensal aumentar. Ainda mais em épocas de bandeiras vermelhas. Assim, o ideal é desconectar da tomada quando não forem usadas.

POUPANÇA

Uma última dica vem da poupança. O ideal é poupar ao menos 10% de todo o salário. Seja para a formação da reserva de emergência ou mesmo para realizar algum objetivo financeiro. Quem não consegue poupar tem mais dificuldade para realizar sonhos.

ANÚNCIO