O COVID não afeta só a saúde

ANÚNCIO

Idosos isolados são particularmente vulneráveis a golpes relacionados à pandemia.

A Associação Norte-Americana de Administradores de Valores Mobiliários afirma que interrompeu mais de 200 golpes relacionados à pandemia. Por que o aumento?

ANÚNCIO

Sempre que há um grande evento que causa estresse nas pessoas (um desastre natural, um colapso econômico ou qualquer coisa que crie medo em grande escala) há uma chance de que haja um componente de fraude.

O COVID não afeta só a saúde
Foto: (reprodução/internet)

Vimos a mesma coisa com o furacão Katrina e o 11 de setembro. E a pandemia é uma tempestade perfeita para vigaristas. As pessoas estão em casa, isoladas e disponíveis. Os golpistas sabem que a economia está turbulenta, então combinam todos esses fatores para fazer uma proposta amigável.

Que tipo de golpes você está vendo?

Durante a pandemia, vimos de tudo, desde vacinas falsas e curas falsas até golpes que prometem dobrar suas economias para a aposentadoria. Também estamos vendo um aumento nos golpes românticos.

ANÚNCIO

Viúvas e viúvos que não podem ir às cultos e eventos da igreja ou outros lugares para encontrar pessoas que estão de olho. Os golpistas iniciam conversas com eles online e os persuadem a desistir de seu dinheiro.

Os golpistas também estão vasculhando as redes sociais em busca de afiliações religiosas e tendências políticas, que usam para falar com pessoas com certas características. Afinal, como você pode não confiar em alguém que pensa como você?

Quem são as principais vítimas e por que são particularmente vulneráveis?

Seria um eufemismo dizer que os idosos são o alvo principal de muitos golpes. Eles estão em casa e estão quase incomunicáveis. Seus filhos e netos não podem mais visitá-los.

Eles têm dinheiro no banco, geralmente em contas de poupança e estão preocupados com a Previdência Social e a saúde. Esses são os tipos de coisas que os golpistas sabem tirar vantagem e tornam os idosos vulneráveis a fraudes.

Fique por dentro: Como proteger suas finanças em caso de recessão

O que os reguladores estaduais de valores mobiliários estão fazendo para impedir esse problema?

Há muitas empresas que oferecem serviços de segurança, principalmente voltado para o público de idosos. Eles monitoram as ações na internet. Na internet, um média de duas a duas fraudes e meia descobertas por dia.

Quando algum tipo de fraude ocorre, é emitido ordens para encerrá-los e dependendo de onde é, às vezes é possível congelar e rastrear os fundos que foram roubados.

Mas a maioria dos golpes parece estar vindo de países da Europa Oriental, Ásia e África. Para todos os efeitos práticos, um vigarista pode estar localizado em qualquer lugar do mundo na comunidade conectada tecnologicamente de hoje.

Então, se as vítimas enviaram o dinheiro para o exterior por meio de transferências eletrônicas ou cartões-presente, é quase impossível recuperá-lo.

O que as pessoas podem fazer para proteger os familiares idosos de golpes

Certifique-se de que os membros da família de confiança estejam em comunicação constante com os idosos. Alguém tentou convencê-los a fazer um investimento? Alguém disse a eles que eles ganharam um prêmio, mas que precisam pagar impostos antecipadamente?

As conversas devem ser feitas com muito respeito, pois os idosos não podem conversar com seus filhos e parentes de confiança se sentirem que sua competência está sendo questionada.

E se os membros de sua família estão começando a sofrer perda de memória, examine suas contas financeiras em busca de sinais de fraude.

Traduzido e adaptado por equipe Nomadan

Fonte: Kiplinger

ANÚNCIO