O que é o financiamento estudantil do FIES e como se inscrever?

A cada dia o mundo fica mais competitivo. Isso já não é novidade pra ninguém. No início da década de 1990, apenas 2% da população tinha Ensino Médio, que na época era chamado de Colegial. E apenas 0,5% da população brasileira tinha Ensino Superior.

Hoje a realidade é outra, com programas de incentivo à Educação criada pelo governo federal no início dos anos 2000 e sendo incorporado nas sucessões dos governos seguintes, auxiliam e muito os estudantes que querem continuar seus estudos com crescimento profissional.

O que é o financiamento estudantil do FIES e como se inscrever?

A última pesquisa realizada pelo IBGE e divulgada em dezembro de 2016 mostra que pouco mais de 45% dos estudantes possuem ensino médio e 15% ensino superior.

Sem dúvida é um avanço, mas ainda longe dos 88% dos estudantes do Japão com Ensino correspondente ao Ensino médio do Brasil e 69% com o ensino similar ao Ensino Superior do Brasil.

O FIES

Uma dessas possibilidades é o Fundo de Financiamento Estudantil, o Fies, que é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudante já matriculados em universidades ou faculdades de ensino superior não gratuitas.

ANÚNCIO

É a lei 10.260/2001.

Podem recorrer todos os alunos matriculados em cursos superiores que tenham avaliação positiva nos processos conduzidos pelo Ministério da Educação.

Quem formaliza o contrato?

O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é o agente operador do programa de financiamento estudantil.

Qual a taxa de juros do financiamento?

Desde 2015, os financiamentos concedidos com recursos do Fies passaram a ter taxas de 6,5% ao ano, com vistas para contribuir para a sustentabilidade do programa.

Quais são os critérios para o financiamento?

Para conseguir um financiamento, alguns candidatos tem que estar encaixados em alguns critérios:

– O candidato deve ter realizado o exame do ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) em algum ano anterior

– Não pode ter zerado a redação do ENEM; precisa ter obtido uma nota superior a 450 pontos no exame;

– A renda familiar bruta não pode ser superior a 5 salários mínimos, ou seja, a família inteira não pode ter renda superior a R$ 4.990,00;

– O candidato também precisa ter participado do processo seletivo do MEC e ter sido selecionado pelo fundo.

E quem não tem direito ao Fies?

O Fies é um programa direcionado exclusivamente para pessoas que consigam comprovar baixa renda.

E também estudantes com bolsa integral do ProUni; estudantes que já tenham diploma do Ensino Superior; com matrícula trancada em faculdades ou Universidades; que nunca prestaram a prova do ENEM ou que zeraram na redação ou ainda tiveram nota inferior a 450 pontos.

Como se inscrever?

Não é tão simples, mas nada impossível.

Você acessa e se inscreve no programa, depois espera o resultado dessa inscrição, os candidatos que forem pré-selecionados deverão complementar sua inscrição no prazo de 5 dias úteis, contados do dia subsequente ao da divulgação.

E depois de mais 3 contatos e seleções, o financiamento é efetivamente acordado.

ANÚNCIO