Existe algum momento em que o seguro vencido tem cobertura?

Todo contrato de seguro tem uma vigência inicial e uma vigência final. Tais vigências são as datas aos quais o contrato passa a ter validade e a partir de quando ele vence e passa a não ter mais validade.

Isso significa que, caso haja sinistros, como colisão, furto, roubo, incêndio, enchentes, etc., quando ocorrem antes da vigência inicial, não tem cobertura.

E quando ocorre depois da vigência final, também não tem cobertura.

Existe algum momento em que o seguro vencido tem cobertura?

Geralmente, as corretoras de seguro alertam o segurado quanto aos prazos e isso é um fator facilitador para não perder os prazos vigentes do seu seguro.

Atenção na hora de ler a cláusula

Geralmente, as cláusulas da sua apólice, além de tratar sobre o início e o vencimento do contrato, também explica que a renovação é facultativa.

Isso significa que a renovação fica vinculado às condições do segurado. Tendo optado por renovar, a nova proposta estará sujeita à análise da seguradora.

Se for efetivamente renovado o seguro com a aceitação da seguradora, o veículo continuará com a cobertura, sem carência. Porém sem a renovação, ele estará sem a cobertura após o vencimento.

Pode haver renovação do seguro após o vencimento?

Sim, pode. Porém existem algumas regras a serem seguidas para a efetivação da renovação.

Quais são essas regras?

Renovação com mais de 30 dias além da vistoria prévia, o cliente perde uma classe de bônus e muitas vezes um desconto de fidelidade, a cada 30 dias que se passa, é uma classe de vantagens que ele perde.

E se meu seguro for parcelado e eu atrasar uma parcela?

Caso seu seguro for parcelado em 12 vezes, por exemplo, certamente estará sem cobertura. O que acontece, é que quando não há pagamento da parcela do seu seguro é aplicada a tabela curto prazo.

Mas, o que é essa tabela?

É um prazo de vigência ajustada conforme o pagamento. Por exemplo, se parcelou o seguro em 2 vezes, pagou a primeira, você teria um certo tempo de cobertura, mesmo após o não pagamento da segunda parcela.

Esse prazo de vigência varia de corretora para corretora. E o cálculo é feito conforme o número de parcelas do seguro e o número de dias que a parcela ficou atrasada.

O ideal é ler minuciosamente o contrato para que não haja dúvidas, mas caso alguma cláusula ficar sem entendimento, o melhor a fazer é procurar o corretor de seguros responsável pela contratação para que seja esclarecido qualquer dúvida sobre esses prazos.

Será necessário vistoria, nesse caso?

Sim, certamente terá que realizar vistoria prévia apara a reativação da sua apólice.

Mas não entenda isso como um problema, uma vez que manter o seguro do seu veículo é uma atitude que muitas vezes exige um certo sacrifício, porém a tranquilidade que você tem após a reativação do seu seguro é algo que paga a sua tranquilidade.

Procure um corretor de seguros e durma tranquilo.