Para retomar o controle de suas finanças, a geração do milênio precisa abraçar a palavra ‘O’

ANÚNCIO

Não há como escapar do fato de que a geração do milênio enfrentou uma situação financeira difícil.

Muitos deles passaram por pelo menos duas grandes recessões, a segunda causada por uma pandemia sem precedentes que prejudicou suas perspectivas de emprego.

ANÚNCIO

A crise do coronavírus recentemente os levou a serem considerados a “geração mais azarada da história dos Estados Unidos”.

Para retomar o controle de suas finanças, a geração do milênio precisa abraçar a palavra 'O'
Foto: (reprodução/internet)

Mudanças na economia e no mercado de trabalho significam que eles ganham cerca de 20% menos do que seus pais Boomers na mesma fase da vida, apesar de terem níveis de educação superiores.

Eles também podem esperar muito menos de uma almofada de aposentadoria do que seus pais tiveram, com o futuro da Previdência Social em dúvida e os planos de pensão da empresa em grande parte uma coisa do passado.

ANÚNCIO

Acrescente o endividamento dos alunos, o aumento dos custos dos cuidados de saúde e a dificuldade de subir na escada da casa própria, e é fácil ver por que muitos com menos de 40 anos se sentem sobrecarregados e desamparados quando se trata de economizar para a aposentadoria.

Cerca de 62% dos millennials dizem que vivem de salário em salário , de acordo com uma pesquisa de 2019 da corretora Charles Schwab.

A boa notícia é que existe uma maneira simples e altamente eficaz para os jovens adultos controlarem a situação e retomarem o controle de suas finanças.

Infelizmente, também é bastante monótono, o que torna difícil de vender para uma geração que está muito ocupada e quer aproveitar a vida ao máximo.

A solução: Orçamento

Fazer um orçamento explora um aspecto poderoso da natureza humana que todos nós conhecemos: que anotar seus objetivos os torna mais prováveis de acontecer. Também revela insights sobre hábitos autodestrutivos de consumo que, de outra forma, teriam passado despercebidos.

Mesmo como consultor financeiro profissional, posso deixar meus gastos escorregar, se não for manter o controle sobre eles.

Muitas tem um gasto frequente em coisas que não são necessárias (como chocolates, doces e etc) achando que não tem tanto impacto já que não custam tanto, porém, quando você faz o balanço desses gastos no orçamento final, você consegue ter a real noção do tanto que aquilo custou.

Mesmo pequenos cortes de gastos podem ter um grande impacto na economia ao longo do tempo. Mudar daquele café da manhã extravagante de R$15 para um café normal de R$5 todas as manhãs gera uma economia gigante no final do ano.

Veja também: Um guia financeiro pandêmico para a geração millennial

Um ponto positivo: o tempo está do lado da geração do milênio

Esta é uma ferramenta eficaz para pessoas de todas as idades, mas é particularmente essencial para a geração Y, devido aos seus hábitos de consumo e ao tempo que têm para acumular economias.

A mesma pesquisa da Charles Schwab mostrando que a geração do milênio vive de salário em salário também descobriu que eles gastam em média US $ 478 por mês em itens não essenciais, como jantar fora, entretenimento e férias. Os baby boomers gastaram apenas US $ 359 nesses itens (pesquisa baseada na população dos EUA).

Há claramente espaço para algum aperto de cinto milenar. O orçamento permite que eles identifiquem onde fazer isso e desviem o dinheiro para os objetivos essenciais de construir uma reserva de emergência de três a seis meses e contribuir para contas de investimento.

Esses investimentos criam riqueza ao longo de décadas por meio do poder de capitalização e quanto mais jovem você começar a economizar, melhor.

Começar um hábito de investimento regular cedo na vida é particularmente crucial porque, além de suas outras desvantagens, os jovens enfrentam a perspectiva de retornos de mercado mais baixos. O mercado de ações teve um retorno médio de 10,2% ao ano de 1926 a 2019. Projeta-se que caia para 7,3% na próxima década.

Melhores relacionamentos e menos estresse por meio do orçamento

Para os casais, o orçamento também pode fornecer benefícios terapêuticos poderosos. O processo de sentarmos juntos para fazer um orçamento pode resultar em conversas desagradáveis, mas saudáveis sobre as prioridades de gastos e objetivos de vida de cada parceiro. Esta deve ser uma conversa contínua para revisar e revisitar os planos conforme as circunstâncias da vida mudam.

Os mais jovens costumam ver o orçamento como uma forma de tirar a diversão da vida. Mas na verdade tem o efeito de reduzir a ansiedade em relação às compras e permitir que você realmente aproveite aquelas que sabe que pode pagar e que planejou.

As ferramentas de orçamento são menos importantes do que manter o compromisso de fazê-lo. Há uma ampla seleção de ferramentas e aplicativos de orçamento online para você escolher.

As planilhas do Excel permitem que você preencha categorias de gastos, defina orçamentos e diferencie entre custos fixos e variáveis. Mas um sistema simples de bloco de notas e caneta pode funcionar tão bem.

Um aspecto positivo da abordagem da geração do milênio às finanças é o interesse que eles têm no crescente movimento de independência financeira. Os fóruns do Reddit e outros fóruns online estão repletos de dicas sobre como cortar gastos até o osso e acumular um estoque grande o suficiente para comprar a liberdade das tradicionais 9 às 5.

Mantenha tudo em perspectiva

Qualquer coisa que incentive um orçamento mais rígido é positivo, na minha opinião, mas as pessoas também precisam ser realistas sobre quanto precisam para se aposentar. Tudo se resume a hábitos de consumo.

Gastar é a variável mais importante e é por isso que é difícil ter uma regra prática sobre quanto em investimentos uma pessoa média precisa para se aposentar.

Nada disso é para encobrir os desafios financeiros reais que os jovens enfrentam. Mas o orçamento disciplinado é uma maneira simples de eles retomarem o controle e construírem a liberdade que desejam, em vez de serem apenas vítimas de forças econômicas externas.

Traduzido e adaptado por equipe Cotação Seguro

Fonte: Kiplinger

ANÚNCIO