Participa do Minha Casa Minha Vida? Veja porque ter um seguro de vida

Você está enganado se acha que o seguro de vida não pode ser uma boa ideia para você que tem o cadastro no Minha Casa Minha Vida. Descubra como um assunto tem a ver com o outro!

Para quem não sabe, o Minha Casa Minha Vida é uma maneira de comprar imóveis de forma financiada. E o seguro de vida é uma forma de garantir que algumas despesas seja custeadas em caso de imprevistos, como a morte.

Participa do Minha Casa Minha Vida? Veja porque ter um seguro de vida

Mas, o que esses 2 produtos tem em comum? Bom, aparentemente nada porque um é um benefício do governo para quem compra imóveis e o outro é um produto financeiro para quem quer ter segurança. Mas, eles podem se completar!

O Programa Minha Casa Minha Vida

O programa beneficia milhares de pessoas todos os anos porque permite a compra de casas, terrenos e apartamentos com o pagamento de mensalidades e juros baixos.

Isso costuma ser muito bom porque a pessoa pode realizar o sonho da casa própria mesmo que não tenha muito dinheiro para investir agora. E as parcelas vão de acordo com a renda de cada família.

PROPAGANDA

Então, para solicitar o pedido dessa forma de pagamento é preciso saber se a construção está em acordo com o programa e se o banco (geralmente, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal) aprova o seu interesse.

Agora, do lado negativo está o fato de que o parcelamento é feito durante um longo período, que pode ser de 3 décadas, por exemplo. O que quer dizer que a pessoa passará boa parte da vida pagando.

O Seguro de Vida

Já o seguro de vida é como uma poupança forçada que a pessoa pode contratar pensando nos imprevistos da vida, como os casos de doenças e mortes, principalmente.

Então, no contrato dá para estipular prazos e valores. Por exemplo, um seguro de R$ 100 mil. E aí se faz uma conta de quanto tempo a pessoa vai pagar e quais os valores mensais.

E quando acontece algo de ruim… Ela tem os R$ 100 mil contratados para usar, conforme o que foi combinado, claro.

Também está no contrato as coberturas, que podem ser para vários fins. E é aqui que entra a relação entre o programa do governo e o seguro de vida.

Por que Fazer o Seguro de Vida

Como sabemos, o financiamento do governo dura muito tempo e nesse período vários imprevistos podem acontecer. Em caso de morte, por exemplo, a dívida fica com os herdeiros.

E aí os herdeiros precisam custear esses gastos com os imóveis e com toda a documentação de impostos. O que nem sempre é bom porque isso dependeria da situação financeira de cada família.

Com o seguro de vida, os herdeiros podem ter recursos para pagar o financiamento, seja no valor total ou parcial dele. Mas, de uma forma ou de outra, há um fôlego para se organizar melhor.

Então, o seguro é uma boa ideia para esse momento que vivemos, com tantos financiamentos imobiliários do Minha Casa Minha Vida.

PROPAGANDA