Descubra se o RDB da NuConta é seguro

Agora os clientes da NuConta podem destinar seus recursos que ficam na conta para um RDB, que é um tipo de investimento financeiro da renda fixa que é garantido pelo FGC. Essa migração é gratuita e pode ser feita pelo aplicativo mesmo.

Para quem não sabe, o RDB é uma aplicação parecida com o CDB, sendo que para o investidor o que muda, se comparado ao que o Nubank oferecia antes, é que agora o cliente pode contar com a garantia do FGC, que permite um seguro de até R$ 250 mil para cada CPF.

Descubra se o RDB da NuConta é seguro

Abaixo fique sabendo mais sobre como funciona o RDB e se essa é a opção mais segura que se tem para investir dinheiro no Nubank.

Os depósitos em RDB

E funciona assim: dentro da NuConta o dinheiro rende automaticamente. Só que hoje em dia ele rende com base em aplicações feitas em títulos públicos, como o Tesouro Direto. Isso quer dizer que o investidor tem a garantia do governo.

Por outro lado, não tem do FGC, que é o Fundo Garantidor de Crédito. E isso trazia um pouco de insegurança para as pessoas, mesmo que o governo seja uma forma segura no mercado financeiro.

PROPAGANDA

Aí que agora o Nubank tem a opção de destinar os recursos para os RDBs, que são os Recibos de Depósitos Bancários. E nesse caso sim, a garantia é do FGC e não do governo. Dessa forma, a Nubank quer angariar ainda mais clientes no país.

Como ativar a função

Se você também prefere ter a garantia do FGC, saiba que ativer a função de RDB é bem simples. Dentro do aplicativo, basta ir na opção de configurações de depósitos e ativar o RDB, de forma muito prática.

Aí, o Nubank avisa que a partir disso todos os depósitos serão destinados para esse fim.

Caso o usuário queira mudar novamente e voltar para os depósitos em títulos públicos, aí deve fazer o mesmo passo a passo, só que desativando a função de RDB.

Lembrando que ambos os investimentos tem o mesmo rendimento e a mesma liquidez. Sendo de 100% do CDI, o que dá 6,4% ao ano e diária, ao passo que dá para retirar os recursos quando o cliente quiser sem ter datas para saque.

O RDB é mais seguro?

Os riscos são similares. Especialmente no que diz respeito ao risco de calote, que é o mais conhecido. Agora, na opinião de especialistas, o risco dos títulos públicos tendem a ser menores do que os das empresas privadas, como é o FGC.

Ao passo que como o FGC é mantido pelas instituições financeiras e em casos extremos de crises bancárias sistêmicas, ele também poderia falhar no quesito de devolução de dinheiro aos clientes.

No entanto, se analisados todos os perfis do mercado financeiro, ambas as opções são seguras. Tanto RDBs como títulos públicos são seguros e, atualmente, considerados os mais seguros porque fazem parte da renda fixa.

A grande questão é que a Nubank conseguiu trazer o FGC para o seu lado, tendo em visto que esse era um pedido de muitos clientes.

PROPAGANDA