4 Dicas Imprescindíveis na hora de renovar um seguro de carro

As formas de pagamento do seguro auto são variadas, mas, o prazo é o mesmo: anual. Com isso, vai ano e vem ano, você precisa renovar o seu seguro do seu carro. Assim, os valores se atualizam e, muitas vezes, você precisa trocar de seguradora, conforme opinião e análise do seu corretor de carros.

Pensando nisso, selecionamos algumas dicas que precisam ser tomadas na hora de renovar o seguro do veículo para evitar perder dinheiro. Confira!

1 – Momento Certo para Renovar o Veículo

Se o seu corretor for amigável e um bom profissional, ele vai te avisar quando o seguro estiver para terminar. Mas, o ideal é não ficar dependente dele. “Muitos corretores fazem a renovação em cima da hora e aí, as pessoas acabam não tendo muitas opções de escolha”, diz João Cardoso, da corretora TaCerto.

Para ele, o ideal é procurar um novo seguro ou renovar o mesmo 15 dias antes do vencimento final do seu seguro atual, já que o tempo permite uma breve pesquisa de mercado. “Já em um prazo maior que esse, o valor pode mudar, então, também não é aconselhável”.

Quanto a esperar a apólice vencer, nem precisamos dizer muito, não é? Vai que você dá um azar de, justamente nesse dia, se envolver um acidente de trânsito… Melhor não correr o risco!

2 – Continuar com a mesma seguradora, da qual é cliente há anos, vale a pena?

É fato que manter a fidelidade com alguma seguradora pode trazer vários benefícios, principalmente financeiros. Mas, o que vai influenciar o preço do seguro é o gasto que a companhia teve, no ano que passou, com aquele modelo de carro.

Então, em alguns casos, optar pela concorrente pode significar pagar menos. “A companhia pode ter registrado muitos sinistros para aquele modelo e isso pode não ter acontecido em outra seguradora”, analisa Carlos Candido, da Seguralta.

Por sinal, mesmo que você não tenha tido problema com o trânsito no ano passado, você não perderá esse bônus, que é passado, automaticamente, para a nova seguradora.

3 – O ideal é fazer uma pesquisa ou deixar tudo na mão do corretor?

Na visão de João Cardoso, ninguém deve renovar um seguro sem fazer comparações de preços e pesquisas prévias. “A compra de um seguro é muito semelhante à de uma passagem aérea. Um mesmo bilhete tem preços diferentes dependendo da agência em que a compra é feita porque quem vende cobra uma comissão. O mesmo vale para o seguro”.

Então, o ideal é o consumidor ligar também para outros corretores e comparar as propostas. Atualmente, há simulações que podem ser feitas pela internet, em seguradoras online. A tecnologia, em certo ponto, auxiliar nessa busca pelo preço mais viável, então, que façamos bom uso dela.

https://cotacaoseguro.co/5-seguradoras-mais-confiaveis/

4 – Informações para a Seguradora, quais são importantes?

O questionário respondido pelo futuro segurado tem que ser feito com atenção e sem omissões de informações. “Quando da renovação, o corretor precisa saber se algo mudou e, em caso positivo, tem que fazer a alteração”, diz Carlos Candido.

O que é comum é que os pais comecem a emprestar os carros para os filhos e “esquecem” de avisar o corretor, o que, porém, não sabem é que isso pode anular todo o seguro quando houver um sinistro. “Se a seguradora identificar que houve omissão de informação, pode se negar a pagar a indenização”.

Com informações da UOL