Saiba porque sacar R$ 500 do FGTS para a reserva de emergência

Existem um bom motivo para você sacar os recursos do seu FGTS e formar a sua reserva de emergência ou mesmo aumentar ela. E já vamos explicar esse motivo. Mas, antes disso, vamos saber por que não vale pegar o dinheiro para investir em aplicações.

Aliás, você já está por dentro do fato de que o governo federal liberou o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) para muita gente, não sabe? Aí que a notícia veio e o fato é que neste ano vai dar para sacar apenas R$ 500, o que pode ser um bom dinheiro.

Saiba porque sacar R$ 500 do FGTS para a reserva de emergência

Só que a dúvida geral do povo é sobre o que fazer com essa grana. Tem que ache bom investir, mas acredite: atualmente, não vale. Agora, se for para a reserva de emergência, aí vale. Entenda os motivos.

Os rendimentos

Antes de tudo é preciso entender sobre os rendimentos para ver o que faz sentido. Então, vamos ver sobre o rendimento do FGTS e depois, os rendimentos de outros produtos financeiros, todos da renda fixa.

O FGTS

Primeiro, considere que o FGTS rende, de forma fixa, 3% ao ano e mais a TR. A TR está zerada. Assim sendo, o dinheiro que fica nessa conta que é aberta para todos os trabalhadores de carteira assinada, rende 3% ao ano.

ANÚNCIO

Só que esse valor é somado ao lucro que é pago por quem tem dinheiro lá. E, há anúncios de que o pagamento do lucro será de 100% nos próximos anos. E isso vai fazer o rendimento anual subir para mais de 6%. E isso é um bom valor para renda fixa.

A Renda Fixa

Agora, com a queda da Selic que foi anunciada nos últimos dias, considere que o rendimento geral da renda fixa ficou meio ruim. Assim, a poupança que rende 70% da Selic, por exemplo, tem valor muito baixo, bem longo dos 6% do FGTS.

Já o CDB com 100% do CDI vai render algo próximo aos 5,9% ao ano. É bom, mas nem tanto porque não chega nos 6% do FGTS. Só que o CDB pode ser bom para quem vai formar a reserva e vamos falar disso abaixo.

Agora, o Tesouro Selic rende menos do que o CDB né. Isso porque tem a taxa de custódia que é paga duas vezes ao ano para a B3. Então, o investimento também não é grande coisa se comparado com o FGTS. Logo, não rola muito tirar o dinheiro de lá para investir.

A reserva de emergência

Por outro lado, usar o dinheiro do FGTS para a reserva vale a pena porque o investidor pode aplicar em investimentos com liquidez diária. E isso o FGTS não tem. Assim, você depende de ações do governo para receber o seu FGTS.

Ou em casos específicos, como quando é mandado embora do trabalho ou quando se aposenta, né. Mas, você não tem liberdade para sacar quando quiser.

E isso é totalmente necessário para uma reserva de emergência. Mesmo porque você nunca sabe quando os imprevistos vão acontecer. Então, com base no objetivo da reserva, pode ser uma boa ideia sacar os recursos do FGTS para esse fim.

ANÚNCIO