5 dicas para sair de uma dívida o mais breve possível

São muitos os fatores que levam uma pessoa a se desiquilibrar financeiramente. Geralmente, são compras por impulso e facilidades em conseguir empréstimos em bancos.

Só que sair de uma dívida já não é tão simples assim. Só quem já teve uma dívida grande sabe como é difícil viver assim.

5 dicas para sair de uma dívida o mais breve possível

E se você realmente está realmente interessado em se livrar delas, algumas atitudes precisam ser um pouco mais radicais. Confira!

1 – Qual é o tamanho da sua dívida?

O primeiro passo é descobrir qual é o tamanho da sua dívida.

Colocar todas as despesas e contas a pagar no papel e saber quantas parcelas faltam para a quitação do débito.

PROPAGANDA

Colocar tudo isso numa planilha para que você possa acompanhar mês a mês o progresso do seu desempenho e ganhar motivação à medida em que ela for sendo eliminada.

2 – Faça um planejamento

Para se livrar de dívidas é necessário parar de cavar cada vez mais fundo o buraco.

Se você, hoje, possui dívidas, significa que em algum momento da sua vida, você gastou mais do que ganhou.

Para evitar que essa bola de neve continue crescendo, você tem que descobrir para onde está indo o seu dinheiro.

É fundamental fazer um planejamento financeiro: cortes os gastos em excesso e ajuste as suas contas para que no próximo mês, você não volte a ficar no vermelho.

3 – Se desprenda do que não é necessário

Se desfaça de objetos parados na sua casa, como roupas, instrumentos musicais, CDs, DVDs, eletrônicos e objetos de decoração.

Todo o dinheiro extra que você ganhar deve ser usado para ajudar a negociar as suas dívidas.

Negocie a sua dívida com o credor.

Se for em um banco, converse com o gerente e sempre que tiver a chance, aproveite os feirões de renegociação onde os bancos e as financeiras se unem para oferecerem bons descontos.

Não tem como saber as datas desse feirões, por isso, é sempre bom ficar atento às mídias sociais para saber quando serão apresentadas.

4  Estipule objetivos

É muito importante que você crie metas e objetivos bem claros para o seu dinheiro. Pense que, se tudo der certo, em 18 meses, por exemplo, você estará livre das dívidas.

Foque nisso. E toda vez que a tentação de gastar com algo, por menor que seja, você vai se lembrar que tem um objetivo e vai desistir da compra.

Uma boa dica é: coloque um pequeno lembrete dentro da sua carteira, em frente ao seu cartão de crédito, descrito: “Essa compra é mesmo necessária?”.

5 – Arranje um bico

Você tem que arranjar alguma fonte de renda extra.

Aproveite suas habilidades para fazer algo que te dê algum lucro.

Vá vender cosmético, entregar lanche ou pizza, fazer trabalhos manuais, fazer bolo, fazer faxina, cortar grama, lavar carro, vender lanche natural, enfim, alguma coisa você sabe fazer bem que possa ganhar dinheiro.

Utilize todo o dinheiro extra para ajudar a quitar as contas. Qualquer centavo ajuda.

PROPAGANDA